Presidente da Argentina tenta convencer Bielsa a aceitar a seleção

Descontente com os rumos da seleção, o presidente da Argentina, Mauricio Macri tentou se aproximar de Marcelo Bielsa para convencê-lo a treinar a atual vice-campeã mundial e da Copa América.

Segundo o programa televisivo "Agenda Fox", Bielsa não é muito simpático às ideias políticas de Macri, mas aceitou encontrá-lo para discutir o assunto.

Na semana passada, o argentino renunciou ao cargo de treinador da Lazio apenas dois dias depois de ter sido anunciado pelo clube italiano. "El Loco" alega que nenhum reforço pedido foi contratado e reclamou da saída de 18 jogadores do elenco.

O futebol argentino enfrenta um momento de crise dentro e fora de campo. A seleção não conquista um título há 23 anos. Para piorar, o atacante Messi afirmou que não defenderá mais o time, e o técnico Gerardo Martino pediu demissão. Já a AFA (Associação de Futebol Argentino) encontra-se sem presidente e na mira da Fifa por conta de uma intervenção governamental no processo de eleições.

Com o apoio de Macri, Bielsa seria o nome para comandar a Albiceleste e fazer Messi mudar de ideia. Fora de campo, as seleções ficariam a cargo de Juan Sebastián Verón, atual presidente do Estudiantes. Curiosamente, La Bruja foi jogador de Bielsa na Copa do Mundo de 2002, durante a primeira passagem de "El Loco" pela seleção.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos