Freguesia? Fragilidade? Fagner evita soberba pré-Majestoso no Corinthians

  • Mauro Horita/AGIF

Quatro vitórias em quatro partidas na Arena Corinthians, 13 gols marcados e apenas três sofridos... O Timão colocará seus 100% de aproveitamento jogando em Itaquera contra o São Paulo à prova neste domingo, às 16h, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem contar o aproveitamento recente, a equipe do técnico Cristóvão Borges ainda enfrentará um adversário fragilizado emocionalmente e fisicamente em razão da eliminação nas semifinais da Copa Libertadores. Nada disso, porém, entrará em campo. Pelo menos esta é a visão de Fagner, um dos jogadores mais longevos do atual elenco alvinegro.

Provável capitão do Corinthians na partida contra o São Paulo - ele tem ocupado a função em todas as partidas na Arena desde a chegada de Cristóvão -, o lateral-direito não se aprofundou em nenhum dos temas que teoricamente colocam o Timão em vantagem neste domingo: freguesia, fragilidade, diferença entre os momentos técnicos e lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Segundo o camisa 23, o Corinthians tem que entrar em campo "sem pensar nesses elementos", e só assim a soma de três pontos e caça à liderança do torneio podem se tornar realidade no Parque São Jorge.

"O mais importante é a gente entrar no jogo concentrado e procurar fazer o que vem fazendo. Com relação a momento do adversário, Libertadores, números, nada disso interfere no jogo. Eles vão querer dar uma resposta imediata, então temos que nos preocupar com nosso momento e buscar a vitória. Tendo grandes clubes no mesmo centro faz ter rivalidade entre torcidas, então acredito que independente de ser São Paulo, Santos ou Palmeiras a rivalidade é igual. Temos que entrar em campo buscando nosso melhor, sem pensar nestes elementos", esclareceu Fagner, em entrevista coletiva nesta quinta-feira, na sala de imprensa do CT Joaquim Grava.

Caso alcance a vitória em seu compromisso deste domingo e se beneficie de uma combinação de resultados na partida entre Internacional e Palmeiras, também domingo às 16h, o Corinthians pode terminar a rodada como líder do Brasileirão. E esta possibilidade anima o Timão.

"Já sabíamos que nossa equipe tinha condições de ficar no bolo, G4, G6, não deixar ninguém desgarrar. Quando você consegue quatro vitórias consegue uma condição acima na tabela, e domingo temos a condição de talvez sermos líderes já. O Campeonato Brasileiro premia regularidade, e estamos conseguindo isso. O mais importante é um desempenho bom, repetir o que estamos fazendo de bom para conseguir de repente, com o que acontecer na rodada, ficar em primeiro", disse Fagner, esperançoso pela liderança, mas novamente despreocupado sobre o momento do São Paulo.

"Todo clássico é equilibrado, e não podemos nos basear em números. A gente deixa os números para o torcedor, para a imprensa, porque sabemos que se nós não conseguirmos desempenhar o que sabemos, entrar ligados, não faremos um bom jogo", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos