Intocável no Palmeiras, Tchê Tchê agradece: 'Ninguém me olhou torto'

Só dois jogadores foram titulares em todos os 14 jogos do Palmeiras no Campeonato Brasileiro: o goleiro Fernando Prass e o meio-campista Tchê Tchê, contratado do Osasco Audax um pouco antes do início do torneio. Segundo ele, o principal motivo para a rápida adaptação foi a recepção dos colegas.

- Quando eu fui contratado, vieram algumas dúvidas de como seria, mas tenho que agradecer muito ao Cuca e aos companheiros, porque eles me receberam muito bem, ninguém me olhou torto. Cheguei e joguei. Agradeço à torcida também, eles vêm sendo fundamentais - disse o camisa 32.

Assim como Prass e Tchê Tchê, o meia Moisés também participou de todos os jogos do Campeonato, mas nem todos como titular. Ele sairá da lista no domingo, já que está suspenso da partida contra o Internacional, no Beira-Rio, e ainda se recupera de lesão na coxa direita.

- Eu e Moisés temos bom entrosamento, mas já está mais do que provado que qualquer jogador que entre tem condição de substituir. Tem outros jogadores muito qualificados que podem fazer a função. Claro que o Moisés encaixou, então vai fazer falta, mas quem jogar no lugar dele estará bem - declarou o camisa 32.

Como está pendurado, Tchê Tchê precisa escapar do terceiro amarelo contra o Colorado para se isolar como único atleta a disputar todas as partidas. O duelo no Rio Grande do Sul será o último de Prass antes da Olimpíada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos