'Natural que o futebol brasileiro esteja nivelado ao equatoriano e ao colombiano'

Após a eliminação do São Paulo, pelo terceiro ano seguido o Brasil não emplacou um finalista na Libertadores. Depois do 7 a 1, os clubes ainda não conseguiram conquistar nada expressivo e passaram por alguns fiascos em competições continentais.

João Carlos Assumpção, colunista do LANCE!, dizem que o que aconteceu com a Seleção pode ser reflexo dos clubes e de uma administração arcaica:

- O que aconteceu com a Seleção é reflexo especialmente da má administração da CBF, que terceirizou a equipe canarinho, afastou-a do torcedor brasileiro e não soube trabalhar a base.

Mas a confederação tem nos clubes seus maiores cúmplices. Há tempos eles deviam ter montado uma liga independente da CBF, mas seguem atrelados à entidade bajulando o presidente da vez - concluiu.

O autor do 'Blog do Janca' ainda criticou o pensamento egoísta da maior parte dos clubes brasileiros e disse que a falta de investimento na base atrapalha muito o desenvolvimento do futebol no país.

- Os clubes tampouco trabalham a base e cada um está mais interessado no próprio umbigo do que em qualquer outra coisa. Natural então que o futebol brasileiro esteja nivelado ao equatoriano e ao colombiano. Isso vemos com a Seleção mas com nossos clubes nas competições continentais também. A administração é de fato arcaica. Nos clubes, nas federações e na própria CBF.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos