Para coroar reação no Timão, Cássio quer maior sequência sem ser vazado

A passagem de Cássio pelo banco de reservas do Corinthians durou apenas oito partidas. Jogador do clube desde 2012 e ídolo graças aos cinco títulos conquistados neste período, o camisa 12 recuperou a condição de titular contra o Flamengo, quando Walter ficou no banco, e se firma outra vez na equipe, agora sob comando do técnico Cristóvão Borges.

A boa fase é tão notável que Cássio pode alcançar uma marca importante domingo, contra o São Paulo: caso não sofra gols, o camisa 12 igualará sua maior série sem ser vazado em 2016. A sequência atual é de três jogos (América-MG, Flamengo e Chapecoense), e a meta é ficar quatro partidas sem sofrer gols, como fez entre 16 e 26 de março, contra Cerro Porteño (PAR), Linense, São Bernardo e Ituano. Seria a coroação "ideal" para a sua volta por cima.

- Passei por um momento difícil, e quando a cabeça não está legal a gente acaba sentindo, tua reação não é a mesma. Passei por esses problemas, coloquei a cabeça no lugar, me concentrei no meu trabalho e aí consigo ter uma regularidade boa. Estou retomando e feliz por isso - afirmou.

Cássio havia perdido a posição no início do Brasileiro, momento em que vivia problemas pessoais, como a morte de sua avó, de quem era bem próximo. O goleiro ainda passou por problemas físicos, e virou reserva com Tite. No processo da chegada de Cristóvão, o então titular Walter se contundiu e reabriu espaço ao ídolo. Então, é hora de retomar o protagonismo.

- É um começo bom, mas tem muita coisa pela frente - ele avisa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos