São Paulo apresenta Gilberto, que se diz pronto para encarar o Corinthians

O São Paulo apresentou nesta sexta-feira o atacante Gilberto. O jogador, que vestiu a camisa 17, assinou contrato até dezembro de 2017 e já se colocou à disposição para disputar o clássico do próximo domingo, contra o Corinthians, na Arena.

- Estou muito feliz por estar aqui no São Paulo. Minha motivação, vontade de ganhar, me coloca à disposição do treinador. Se for para ser num clássico, estou à disposição - afirmou Gilberto.

O jogador de 27 anos estava no Chicago Fire, dos Estados Unidos, e disse que não atuava desde maio. Gilberto já treinou nesta sexta-feira com o técnico Edgardo Bauza e disse que o tempo sem atuar não vai prejudicá-lo em caso de atuar no clássico.

- Eu estou há um tempo parado, sem jogar. Mas treinando, um atleta profissional tem de treinar todos os dias. Não estou 100%, mas estou 80%. E para completar os 100%, vou na vontade e na raça - destacou.

Gilberto deve ter documentação regularizada nesta sexta-feira e ficar à disposição de Bauza. Em uma situação normal, a tendência é que ele ficasse no banco de reservas, mas as circunstâncias podem fazer com que ele inicie a partida. Isso porque o São Paulo não terá Calleri, que se despediu após a Libertadores, e Alan Kardec, a caminho da China. Gilberto, portanto, briga só com Ytalo, que não vem em boa fase.

- Eu quero jogar no São Paulo, sempre quis, estrear no domingo é normal. O jogador quando se apresenta a um clube, tem de estar preparado, querer estar dentro do elenco e mostrar ao máximo. Às vezes o jogador sai do banco, vira um furacão, vira titular e vem a ser uma estrela. Outros, aos poucos vai adquirindo respeito, a torcida vai gostando mais. Eu estou preparado para minha estreia no domingo, fazer boa partida, e isso é o que importa - afirmou o centroavante, que chegou a ser sondado pelo Corinthians antes de se transferir para o São Paulo.

O diretor-executivo Gustavo Vieira de Oliveira disse que Gilberto desperta o interesse do São Paulo há tempos. O atleta não só confirmou, como ressaltou seu desejo de reforçar o clube.

- Quando despertou o interesse do São Paulo, eu já tinha dito que sim, só que as coisas não andaram. E desta vez, antes de me falarem, já estava certo que iria dar o sim. Gosto muito desse clube. Tenho, sim, a agregar valores. Tenho muita vontade, força, de querer ganhar. E o São Paulo provou isso na Libertadores, que é forte, luta muito. E venho para somar - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos