São Paulo vê negócio difícil por Buffarini e adeus de Ganso próximo

Se Edgardo Bauza e parte da torcida do São Paulo sonham com a contratação de Julio Buffarini, do San Lorenzo (ARG), a ordem é não criar muitas expectativas. Nesta sexta-feira, o diretor-executivo Gustavo Oliveira admitiu que o lateral-direito está na lista de reforços para o segundo semestre, mas que será difícil integrá-lo ao elenco de Patón.

- Isso (o fato do argentino estar sendo observado) pode gerar expectativas, falsas expectativas. Esse jogador tem um modelo de negócio difícil, surgiu a possibilidade no passado recente, mas eu diria que a dificuldade é grande - ponderou o dirigente são-paulino.

Buffarini está no radar do Tricolor desde que Bauza foi contratado, em dezembro do ano passado. O treinador acreditava que a lateral direita era um dos pontos fracos na defesa do time e por isso fez trabalho especial para Bruno crescer na marcação. Agora, o que é visto como preponderante para a chegada do argentino é a entrega nos jogos e nos treinos, perfil ideal para o clube.

Mas se está atento a novas contratações, o São Paulo também precisa encarar baixas no elenco. Nesta sexta, Alan Kardec encaminhou acerto com o Chonqing Lifan (CHN) e deve sair assim que questões burocráticas forem resolvidas. E ainda tem Paulo Henrique Ganso, prestes a ter a venda ao Sevilla (ESP) sacramentada. E o meia pode nem mais jogar pelo Tricolor.

- Ganso nos entrega aquilo que desejamos ver no atleta. Os esforços foram feitos há meses pela renovação. Mas essa performance dele fez despertar o interesse do mercado europeu. É um caminho natural querer ir a um mercado forte, pelo seu talento, suas características. Não está finalizado, pode ser que não ocorra, mas se não ocorrer vamos acertar isso. É possível que ainda jogue, mas não é provável que aconteça - afirmou Gustavo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos