Atletas e oficiais de antidoping pedem pelo banimento da Rússia na Rio 2016

Atletas e oficiais de antidoping de pelo menos 10 países se uniram para solicitar, junto ao Comitê Olímpico Internacional (COI), a exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

De acordo com o jornal americano 'New York Times', o país europeu teria feito um programa de doping custeado pelo Estado para tentar o banimento da delegação russa. Ainda, a solicitação poderá ser checada em uma carta obtida pela agência de notícias Reuters, que será enviada assim que o relatório sobre casos de doping na Olimpíada de Inverno de Socgi, em 2014, se tornar público.

- Parece muito provável que essa carta irá confirmar um dos maiores escândalos de doping da história, implicando o governo russo em uma massiva conspiração contra os atletas limpos do mundo todo. Vai ser um balde de água fria no esporte - escreveu Joseph de Pencier, o chefe executivo do Instituto Nacional das Organizações Antidoping (iNADO).

O documento citado foi elaborado por uma equipe liderada pelo professor canadense de direito Richard McLaren e deve ir a público nesta segunda-feira (18).

- Escrevemos em nome de uma comunidade de atletas limpos e organizações antidoping que acreditam que o COI pode levar adiante a defesa dos princípios das Olimpíadas - diz trecho da carta assinada pelo chefe da entidade de controle antidoping dos Estados Unidos (Usada), Travis Tygart, e o chefe do centro de ética no esporte no Canadá (CCES), Paul Melia.

Após a descoberta de um esquema de doping entre atletas russos, o time de atletismo da Rússia foi proibido de competir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A suspensão foi imposta pela Confederação Internacional de Atletismo (IAAF).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos