Eduardo Baptista destaca que a Ponte Preta finalizou mais que o Santos

O técnico Eduardo Baptista disse após a derrota por 3 a 1 da Ponte Preta para ao Santos que o placar não condizia o que foi o jogo e que o diferencial foi a precisão nas finalizações do adversário.

"Um jogo muito difícil. O Santos é um time com jogadores de seleção e que jogam juntos há muito tempo. No segundo tempo tempo entramos melhor. Fomos superior. No total foram 19 finalizações nossa contra 13 do Santos. Criamos, chegamos e fizemos um só. A Ponte não deixou de brigar e nem de jogar. Tentamos até o final. A qualidade do Santos fez a diferença" - justificou o técnico.

O treinador avaliou como positiva as estreias de Maicon (ex-Corinthians) e Wendel (ex-Goiás), embora avaliasse que havia um certo desentrosamento deles com os companheiros. E elogiou a agilidade para regularizar os atletas contratados no meio da semana passada;

- Não tínhamos volantes por causa das lesões e a diretoria foi rápida para regularizar esses jogadores para poderem jogar esta partida" - explicou Baptista

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos