Perto do São Paulo, zagueiro Douglas estava acertado com o Grêmio

O São Paulo está perto de concluir a contratação do zagueiro Douglas, cujo último clube foi o Dnipro, da Ucrânia. O jogador de 26 anos rescindiu contrato por falta de pagamento de salário e estava inclinado a voltar ao Brasil, tanto que até a semana passada tinha um acordo com o Grêmio. O modelo de negócio proposto pelo Tricolor paulista, no entanto, foi decisivo para a reviravolta.

Como Douglas está retornando de lesão, o Grêmio propôs um contrato de risco, com pouco tempo de duração e outras cláusulas de seguranças. O São Paulo foi mais ao agrado do atleta, que deve assinar um vínculo válido por duas temporadas. Machucado, ele não atuou ainda em 2016, mas o clube paulista acredita que não será problema.

Os trâmites ainda não foram concluídos porque, apesar de as partes já terem as bases acertadas, Douglas ainda precisará passar por exames médicos. O procedimento está marcado para esta terça-feira de manhã. Se não houver nenhum problema, ele será anunciado como reforço.

Concluída a negociação, o zagueiro passará por um período de readaptação ao futebol brasileiro. Será feito um trabalho à parte para ele readquirir sua melhor condição física. A análise é que na Ucrânia a rotina é totalmente diferente do Brasil, com carga mais intensiva de treinos. Um exemplo é o palmeirense Claiton Xavier, que passou praticamente um ano e meio sofrendo com lesões musculares também por conta da mudança de treinamentos.

Não há pressa nesse caso, mesmo com a janela de transferências internacionais fechando nesta terça. Isso porque como rescindiu contrato, Douglas pode fechar com qualquer clube após o prazo. O zagueiro de 26 anos surgiu no Juventude, em 2008, passou pelo América-RN e jogou no Vasco entre 2010 e 2013, ano em que se transferiu para o ucraniano Dnipro.

A zaga será agora um dos setores mais carentes do São Paulo, já que Rodrigo Caio se juntou à seleção olímpica do Brasil que disputará os Jogos do Rio-2016, e é cotado ainda para reforçar a Lazio (ITA). Assim, Bauza tem à sua disposição apenas Maicon, Lugano e Lyanco, já que Breno está lesionado e Lucão foi negociado com o Porto.

Além de um zagueiro, a diretoria trabalha para anunciar até esta terça pelo menos um centroavante para substituir Calleri e Alan Kardec e mais dois jogadores de frente, que atuem na linha de três atrás do último atacante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos