Santos luta contra antiga sombra e confia no elenco para seguir no topo

O Santos, enfim, parece ter se firmado no G4 do Campeonato Brasileiro. Com a vitória sobre a Ponte Preta no último domingo, o Peixe permaneceu na quarta colocação e diminuiu para um ponto a diferença para o Grêmio, 3º colocado.

Apresentando bom futebol, o Peixe se credenciou à disputa pelo título. Dono da segunda melhor defesa e do segundo melhor ataque, nada poderia incomodar o técnico Dorival Júnior, certo? Nem tanto...

Nesta segunda, o Santos iniciou o período sem o trio titular formado por Zeca, Thiago Maia e Gabigol, que defenderão o Brasil na Olimpíada. Com os três desfalques confirmados para a partida desta quarta, contra o Gama, pela terceira fase da Copa do Brasil, lugares nos três setores da equipe estão vagos: defesa, meio-campo e ataque.

Lutando contra a sina de brigar apenas no primeiro semestre, o Peixe tentará suportar os desfalques e seguir forte na disputa do título nacional. Diferentemente dos outros anos, porém, a torcida tem motivos para crer na sequência do time.

Para suprir as ausências dos selecionados, o Peixe agora pode se gabar por finalmente contar com peças de reposição à altura. Contratados, os elogiados Yuri e Copete devem ser os escolhidos para as vagas de Thiago Maia e Gabigol, enquanto Caju entra na vaga que pertence a Zeca.

À exceção do zagueiro Noguera, todos os outros jogadores contratados foram aprovados por Dorival, que tem em mãos as peças que pediu e acredita no bom desempenho da equipe mesmo com os desfalques.

Em entrevista recente ao L!, o treinador disse ter buscado no mercado nomes que pudessem assumir a condição de titular em vez de simplesmente compor elenco. Agora é a chance de todos os reforços mostrarem dentro de campo que se encaixam na equipe e justificarem o investimento do Alvinegro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos