Maicon elogia reforços e diz que São Paulo briga por título no Brasileiro

O anúncio da contratação de dois jogadores (Andrés Chávez e Buffarini) no último dia da janela de transferências internacionais animou o zagueiro Maicon, capitão do São Paulo. O jogador se usou de exemplo para mostrar confiança nos reforços e disse que o time fica forte para o restante da temporada com o grupo que está sendo montado.

- O São Paulo precisava de reforços e trouxe. Acredito que serão bem sucedidos. Eu quando cheguei também era desconhecido, e acabou dando certo. Estamos montando um grupo com jogadores que querem vencer e acredito que isso seja importante - afirmou o zagueiro, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Maicon ainda acredita que o São Paulo tem condições de brigar pelo título brasileiro, mesmo estando há dez pontos do líder Palmeiras, depois de 15 rodadas. Ele lembrou de 2008, quando o Tricolor paulista virou o turno com 11 pontos atrás do líder Grêmio e arrancou para o tricampeonato.

- Se eu não me engano, São Paulo já tirou uma vantagem de 11 pontos no Brasileiro. Estamos a 10, nem metade do campeonato, acredito sim que pode chegar na ponta até o final da competição - disse Maicon.

O capitão também elogiou um jogador recém-chegado: o meia-atacante Cueva. Autor do gol são-paulino clássico contra o Corinthians, no último domingo, o camisa 13 já parece adaptado ao grupo.

- Cueva é um jogador, a meu modo, muito difícil de se marcar. Ele é falso lento, tem os sprints finais, e acaba desequilibrando. A gente viu no último jogo, ele é muito difícil de se marcar e parece que já chegou há muito tempo - declarou Maicon.

O jogador também falou de Seleção Brasileira e outros assuntos na coletiva. Veja abaixo:

Cabeça após renovação e expulsão

O que passou, passou. A expulsão eu já coloquei uma borracha, passou. A expectativa é a melhor, fizeram um grande investimento em mim. Falaram que me contrataram só pela Libertadores, mas não é verdade. E no Brasileiro a expectativa é a maior possível.

Sonho de Seleção Brasileira

Claro, sem dúvidas nenhuma. É um dos meus objetivos, chegar à Seleção. Estou num grande clube, todos estão atentos. Claro que preciso fazer um grande trabalho primeiro aqui. Vou trabalhar muito, espero que num futuro próximo possa acontecer.

Time pode demorar a engrenar por causa das perdas?

Não. São Paulo foi um grande São Paulo contra o Corinthians e espero que seja contra o Grêmio. Contra o Corinthians, fizemos um grande jogo, merecíamos ter ganho na casa do rival, e acredito que continuaremos muito forte.

Precisa readaptar o jogo sem Ganso?

Precisa fazer logo. Perdemos o Ganso, de um último passe, e ganhamos o Cueva, que pode carregar mais a bola, chegar mais ao ataque. Claro que quando você perde um Ganso, um dos melhores 10 do Brasil, é difícil, mas acredito que o Cueva pode substituir. Quem jogar na dele vai dar o melhor.

Time é de mata-mata?

Não vejo o time jogar de maneira diferente. Tem que jogar igual. Saímos do mata-mata contra o Atlético Nacional sendo muito prejudicado. A gente não vem fazendo um grande Brasileiro, mas estamos a quatro pontos do G4, espero que a gente possa entrar rápido.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos