Apaixonado por esportes possui 73 ingressos para acompanhar a Rio-16

Quantos ingressos você possui para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro? Um, dois, cinco, dez? Bom, Alberto João, editor chefe do site Carnavalesco de 35 anos, possui entrada para mais de 70 sessões, possuindo 73 ingressos no total. O apaixonado por esportes não quer deixar escapar a oportunidade de presenciar o maior evento esportivo do mundo, em casa, no Rio.

- É uma oportunidade única poder assistir os Jogos Olímpicos. O povo carioca e brasileiro ainda não descobriu toda magia que estará na cidade durante os dias dos Jogos. Esporte não é somente lazer, pelo contrário, é profissão e meio fundamental de inclusão social. O Rio de Janeiro tem diversos problemas, mas sediar os Jogos Olímpicos é um grande presente - disse.

Desde pequeno, Alberto acompanha tudo de esportes. Por influência de seu pai, o torcedor fanático pelo Flamengo assiste de tudo. Além do futebol, ele tem paixões pelo basquete, tênis, judô, natação, boxe, hipismo.

Não será a primeira vez que o jornalista presenciará um grande evento. Copa do Mundo de 2002, Jogos Pan-Americanos de 2007 e Copa do Mundo de 2014, foram alguns dos eventos em que Alberto pode acompanhar de perto. Além dessas competições, ainda assistiu pelo mundo, jogos do Barcelona, do Porto, do Real Madrid e do Arsenal. Planejar a ida para todos os dias da Rio-2016 não foi fácil.

- Como quero estar em diversos eventos, eu tive que focar em não pegar ingressos caros. Optei sempre pro categorias mais baratas e consegui na sorte. Fiquei muito tempo grudado no site da Rio-2016. Atualizando direto a página, estudei os jogos, data e horários. Formei minha programação. Sempre com o objetivo de ver o que mais queria e ter ingressos para todos os dias de competições. Resultado: eu não ficarei em casa nenhum dia dos Jogos. É uma loucura total - contou o jornalista.

Alberto não vai parar por ai. O apaixonado por esportes quer ir além da Rio-2016 e sonha em viajar para a Copa do Mundo de 2022.

- Quero ir na Copa de 2018. Acho extremamente difícil conseguir, mas fui sorteado em 2002 e fui para Coréia do Sul com tudo pago ver a Copa do Mundo. Não custa nada sonhar que estarei na Rússia em 2018 e com o Tite arrumando a casa vou ver o Brasil em campo.

BATE-BOLA

Alberto João, jornalista e editor do site Carnavalesco, ao LANCE!

O que espera da Rio-2016?

A maior festa esportiva que feita em todo o mundo. Será inesquecível para os brasileiros e também para o mundo. As arenas, quadras, campos e piscinas jamais puderem sentir o que é a força do torcedor brasileiro. Sem essa coisa de patriota, mas colocamos fogo nas disputas. E falo não só do Brasil. Muitas pessoas querem ver os astros mundiais. Vejo recordes batidos, brasileiros que vão surpreender e claro os que vão decepcionar, porque faz parte do esporte, e vejo muita alegria nas ruas. Problemas? Vamos ter e muitos, como todas sedes tiveram e vamos enfrentar e vencer.

Como surgiu a paixão pelos esportes?

Desde pequeno acompanho tudo de esportes. Por influência do meu pai, eu vejo tudo. Além do futebol, eu tenho paixão pelo basquete, tênis, judô, natação, boxe, hipismo. Recentemente, eu aprendi a gostar muito de Rugby. O único esporte que desconheço é o golfe, mas quando tiver tempo livre irei acompanhar pela TV. O tempo livre será pequeno, porque tenho ingressos para diversas modalidades.

Destes ingressos, qual é o mais especial e não venderia por nada?

Alguns. Exemplo: cerimônia de abertura, 100 metros rasos com o Bolt, a estreia do basquete americano contra a China, a final do futebol masculino e feminino e a final do vôlei masculino.

Por que comprou tantos ingressos? Quantos são? Além da paixão pelos esportes, tem algum motivo especial para comprar todas essas entradas?

Comprei ingressos para mais de 70 sessões. É uma oportunidade única poder assistir os Jogos Olímpicos. O povo carioca e brasileiro ainda não descobriu toda magia que estará na cidade durante os dias dos Jogos. Esporte não é somente lazer, pelo contrário, é profissão e meio fundamental de inclusão social. Através do esporte, em qualquer modalidade, tiramos pessoas de condições precárias e crescemos com sociedade. O Rio de Janeiro possui diversos problemas, mas sediar os Jogos Olímpicos é um grande presente. Temos conquistas na área de mobilidade e até esportiva. Acredito que aos poucos as pessoas vão descobrir isso.

Quais eventos já participou como torcedor?

Como torcedor já estive nos Jogos Sul-Americanos e depois nos Jogos Pan-Americanos. Já fui na Copa do Mundo de 2002 e a de 2014. E vi muitos jogos de futebol pelo mundo, como partidas do Barcelona, do Porto, do Real Madrid e do Arsenal.

Como foi planejar para estar todos os dias nos Jogos Olímpicos?

Não foi fácil. Como quero estar em diversos eventos, eu tive que focar em não pegar ingressos caros. Optei sempre pro categorias mais baratas e consegui na sorte. Fiquei muito tempo grudado no site da Rio 2016. Atualizando direto a página, estudei os jogos, data e horários. Formei minha programação. Sempre com o objetivo de ver o que mais queria e ter ingressos para todos os dias de competições. Resultado: eu não ficarei em cada nenhum dia dos Jogos. É uma loucura total.

Qual o próximo evento desse porte que pretende ir?

Ah... quero ir na Copa de 18. Acho extremamente difícil conseguir, mas fui sorteado em 2002 e fui para Coréia do Sul com tudo pago ver a Copa do Mundo. Não custa nada sonhar que estarei na Rússia em 2018 e com o Tite arrumando a casa vou ver o Brasil em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos