Calleri? Gilberto 'estreia' pelo São Paulo referendado por tricampeões

  • Divulgação/Site oficial do São Paulo

A saída de Calleri deixou o São Paulo órfão de um artilheiro, mas o início de um candidato a substituto anima. Neste domingo, às 16h, contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, Gilberto estreará como titular com a missão de ir às redes e confirmar as primeiras impressões que deixou no CT da Barra Funda.

A dedicação e o espírito aguerrido nos treinos chamaram a atenção, mas Gilberto já veio referendado. Assim que a contratação dele foi confirmada, profissionais do São Paulo ligaram para o meia Souza, tricampeão da Libertadores e Mundial pelo clube em 2005, e que jogou com o centroavante na Portuguesa em 2013. Souza foi taxativo: o ex-companheiro é melhor que Calleri.

Em seguida, foi a vez de o novo camisa 17 receber elogios de Lugano. O maior ídolo do elenco atual, também campeão com Souza em 2005, comentou no CT que Gilberto tem características interessantes. Os elogios foram longe dos microfones.

Gilberto foi contratado depois de deixar o Chicago Fire (EUA) e busca confiança após debutar no clássico contra o Corinthians. Concentrado para a partida de hoje, que pode marcar o início de uma boa trajetória, o centroavante pediu para não conceder entrevistas exclusivas mesmo com alguns pedidos. Foco no jogo.

O adversário é um velho conhecido. Entre 2011 e 2013, Gilberto foi jogador do Internacional e viveu a intensa rivalidade com o Grêmio. O desempenho, porém, é para esquecer. Ele nunca balançou redes. Porém, o primeiro gol, se saísse na Arena, seria de muita importância tanto para ele quanto para o São Paulo.

O time tricolor ainda sonha com o título do Campeonato Brasileiro e vê como crucial uma vitória sobre o Grêmio, concorrente direto pelo menos por uma vaga no G4.

A necessidade do resultado positivo aumenta porque o clube ainda corre o risco de ficar sem treinador, já que Edgardo Bauza conversa com a seleção da Argentina.

Bauza aposta em Gilberto porque não terá Ytalo, que não joga mais em 2016 por conta de uma cirurgia no joelho direito. Chávez, recém-contratado, ainda não reúne condições de jogo. Então pintou a chance para o "Gibagol", como o camisa 17 foi apelidado carinhosamente por companheiros de CT.

O atacante de 27 anos assinou contrato até dezembro de 2017. Tem tempo para provar que merece estar à altura dos elogios que recebeu. Ele pode começar pelo duelo na Arena do Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos