Professor casca-grossa: Mourinho limita febre Pokémon GO no United

Febre no mundo e um dos principais assunto dos últimos dias nas redes sociais, o game Pokémon GO tem dado dores de cabeça ao técnico José Mourinho. Explicamos: o treinador que dar um limite a adeptos do jogo entre atletas e membros da comissão técnica do Manchester United.

As insólitas informações são do jornal britânico "Daily Star", que afirma que o comandante português alertou que 48 horas antes de cada jogo os jogadores não podem usufruir de Pokémon GO.

Anunciado recentemente, Mourinho já mostrou que vai manter a linha casca-grossa nos Red Devils, e esta atitude em relação ao jogo reflete isso. A imprensa portuguesa diz que o Special One quer tornar o vestiário mais disciplinado, principalmente após a derrota por 4 a 1 diante do Borussia Dortmund, na última semana, em amistoso.

- Os jogadores vão ter de ganhar a minha confiança e começar a conquistar o seu lugar no plantel e na equipa. Obviamente que alguns jogadores que estão aqui não vão ficar e que o plantel no início da temporada será diferente daquele que tenho atualmente - disse Mourinho, recentemente.

Desenvolvido por uma colaboração entre a Niantic, a Nintendo e a The Pokémon Company, o game se tornou num fenômeno mundial desde o seu lançamento, em julho deste ano. É um jogo onde as pessoas tentam capturar Pokemons, que aparecem nas telas de dispositivos como se fossem no mundo real, em seus respectivos smartphones.

Reencontro com Guardiola

Nesta segunda-feira, Mourinho se reencontrá com Pep Guardiola, seu antigo desafeto dos tempos do clássico espanhol Real Madrid x Barcelona. Isso porque, United e Manchester City se enfrentam em torneio amistoso, no estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, às 8h (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos