Atleta do jujitsu é sequestrado no Rio de Janeiro

A estadia do neozelandês Jason Lee no Brasil não será recordada da melhor forma. Treinando no Rio de Janeiro, o atleta do jujitsu divulgou em uma rede social ter sido sequestrado neste último fim de semana. Segundo o lutador, ele foi abordado por um suposto policial, que o obrigou a entrar em um carro não identificado e levado até um local para sacar dinheiro antes de ser liberado.

- Ele disse que eu não poderia dirigir no Brasil sem passaporte. O que agora eu sei que não é o caso. A empresa que eu aluguei o carro não havia mencionado este fato para mim. Então, o homem abriu um livreto para me mostrar as regras, que estavam escritas em português - afirmou Lee, em entrevista ao 'Stuff.co.NZ', um portal de notícias da Nova Zelândia.

Nesta segunda, Lee voltou a comentar o caso. No Twitter, o atleta disse que comunicou a embaixada da Nova Zelândia.

- A Polícia Militar apareceu no meu apartamento de forma inesperada. Eu recusei a entrada deles, liguei para a embaixada e estou aguardando pela Polícia Civil. Estamos trancados no meu apartamento esperando as coordenadas do embaixador da Nova Zelândia. A Polícia Militar foi embora. Agora, estou aguardando pela chegada da Polícia Civil - escreveu em sua conta no Twitter.

Jason Lee não participará dos Jogos Olímpicos do Rio, mas está treinando no Brasil há dez meses.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos