Base do Santos domina Seleção. O segredo? Felipe Anderson comenta

  • CBF

Já não bastasse formar jogadores para si próprio, o Santos também abastece a Seleção Brasileira. Do elenco que buscará o ouro na Olimpíada do Rio, cinco atletas surgiram nas categorias de base do clube, o que mais tem representantes. Além de Gabigol, Thiago Maia e Zeca, que vestem a camisa do Peixe, o Alvinegro revelou Neymar e Felipe Anderson. Todos eles têm treinado entre os titulares com o técnico Rogério Micale.

Além disso, o jovem volante Guilherme Nunes, de 18 anos e que está no sub-20 do Santos, é um dos atletas convidados para completar os treinos na Granja Comary. Para aumentar a equipe de selecionáveis alvinegros, no último sábado três Meninos da Vila foram convocados para o sub-18 do Brasil: os meias André Anderson e Tailson Gonçalves, e o atacante Nicolas Bernardo.

Há várias explicações para a "fábrica" de jogadores na Vila Belmiro, desde a tradição do clube em revelar investimentos na base e a cultura da torcida, que apoia e tem paciência com os garotos.

Cria do Santos, o meia Felipe Anderson, hoje na Lazio (ITA), foi indagado sobre o assunto e deu a sua opinião sobre o sucesso alvinegro em garimpar e lapidar joias:

"O segredo do Santos é que quando ele vê um jogador com qualidade para estrear na equipe, ele aposta independentemente da idade. Isso atrai mais bons jogadores para a base do Santos. Vem dando certo, e o clube continua fazendo isso. Na Seleção tá sendo importante, são cinco jogadores formados no Santos, três que jogam juntos", comentou.

Vale lembrar que o Peixe também vinha tendo representantes na Seleção principal. Ricardo Oliveira e Lucas Lima eram nomes frequentes nas convocações do técnico Dunga, que também chamou Gabigol para a última Copa América.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos