Cristóvão diz entender saída de Pato, mas volta a cobrar reforço no ataque

Cristóvão Borges não pôde nem sequer relacionar Alexandre Pato para uma partida oficial do Corinthians, mas lamentou a "perda" do atacante em entrevista ao canal SporTV. O jogador de 26 anos voltou de empréstimo do Chelsea (ING) há três semanas, se reabilitou fisicamente e tinha perspectiva de utilização no Parque São Jorge. Porém, uma proposta de 3 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões) do Villarreal, da Espanha, foi aceita pela diretoria e fez Pato já nem aparecer no CT Joaquim Grava nesta terça-feira.

- Tinha a possibilidade de (Pato) cumprir o contrato, mas sempre foi clara e aberta a possibilidade de aparecer uma negociação internacional, que fosse interessante para o clube e para ele, essa possibilidade sempre foi aberta, isso aconteceu e ele foi negociado (...) O problema da história do Pato é que a velocidade fora do clube era muito maior do que a realidade vivida. Em momento nenhum eu disse que ele iria jogar ou que ele estava pronto, eu sempre falei que ele estava se preparando e empenhando muito - disse Cristóvão.

O Corinthians havia estabelecido uma data para a estreia de Pato, mas o prazo não foi cumprido a pedido do próprio jogador, que alegou razões físicas para não ser relacionado contra o Figueirense, no último sábado. Cristóvão Borges, na ocasião, não cravou uma nova data para o início da segunda passagem de Pato pelo Timão, e dois dias depois a negociação com o clube espanhol foi concluída e anunciada pelo Corinthians.

Agora, o foco do clube passa a ser a "reposição" de Alexandre Pato, já que o atacante era visto como opção aos centroavantes André e Luciano, além da possibilidade de atuar como ponta esquerda. Cristóvão, que havia dito que a urgência de uma contratação tinha diminuído com a perspectiva de usar Pato, voltou à carga por uma nova opção.

- Agora nós voltamos a essa necessidade que nós já vinhamos trabalhando há algum tempo e esperamos conseguir a contratação de um jogador que supra essa carência nossa. É uma posição difícil de ser encontrada assim, no melhor nível, e compatível com a possibilidade que você tenha para investir, mas que seja um jogador que tenha uma outra característica. Nós já temos o André, então que seja um pouco diferente dele - definiu o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos