Curiosidades olímpicas: soviéticos dão o troco e boicotam Jogos de 1984

Li Ning, da República Popular da China, ganhou seis medalhas na ginástica (três de ouro, duas de prata e uma de bronze), o que lhe valeu o apelido de príncipe dos ginastas em seu país. Li, mais tarde, iria acender a pira olímpica nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim (CHN).

Uma das imagens icônicas da história dos Jogos de Los Angeles-1984 é a de uma atleta exausta se esforçando para terminar a maratona, arrancando aplausos e lágrimas dos torcedores presentes no estádio. A suíça Gabriele Andersen, apenas a 37ª colocada na prova, transformou-se em exemplo de determinação e força ao completar os 42 quilômetros do percurso desidratada e com fortes câimbras, recusando ajuda médica para não ser desclassificada. A maratona foi vencida pela norte-americana Joan Benoit.

No boxe, o norte-americano Evander Holyfield, futuro campeão mundial no esporte, foi medalhista de bronze. Ele foi desclassificado na semifinal por ter nocauteado o seu adversário depois de o juiz ter paralisado a luta.

Quem teve prejuízo com o boicote do bloco soviético e consequente domínio norte-americano na competição foi o McDonald's. A rede de fast food fez uma promoção em Los Angeles durante os Jogos. Cada medalha de ouro conquistada pelos donos da casa fazia com que hambúrgueres fossem distribuídos à torcida. Prata rendia batatas fritas, enquanto o bronze valia um refrigerante. Com o boicote do bloco socialista aos Jogos de Los Angeles, os norte-americanos subiam ao pódio a todo momento. Foram milhões de dólares em "prejuízo".

Além do boicote dos países do bloco socialistas liderado pela União Soviética e pela Alemanha Oriental, Los Angeles-1984 foi a Olimpíada do velocista norte-americano Carl Lewis, que igualou o recorde de Jesse Owens em 1936, conquistando quatro medalhas de ouro no atletismo - nas provas de 100m, 200m, revezamento 4x100m e salto em distância.

O único ouro brasileiro em Los Angeles-1984 foi conquistado por Joaquim Cruz. Ele desbancou o favorito britânico Sebastian Coe (então recordista mundial) com um sensacional sprint final, para vencer os 800m rasos com o tempo de 1m43s, estabelecendo novo recorde olímpico. Foi a primeira vitória do Brasil no atletismo desde o bicampeonato de Adhemar Ferreira da Silva no salto triplo. Dois dias depois da conquista, Joaquim, gripado, foi obrigado a desistir das semifinais dos 1.500m.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos