De volta ao Jungle Fight, Paulo Índio mira cinturão em duas divisões

De volta ao cage do Jungle Fight após um ano desde sua estreia no evento, Paulo Cesar "Índio" vem com sede de vitória. Diante de José Filho "Cavalo", o atleta da Union Of Monster Fighters (UMF) tenta emplacar sua segunda vitória seguida. Em maio deste ano, Índio nocauteou Eduardo Pires ainda no 1° round. O duelo abrirá a edição de número 89 do Jungle, que será disputada neste sábado, a partir das 20h, no Ginásio Mauro Pinheiro, em São Paulo (SP).

O embate contra José Cavalo marca o retorno de Paulo Índio a divisão dos pesos-leves (até 70kg). Em sua última luta, o maricaense havia estreado entre os penas (até 66kg). Mesmo tendo que voltar para a categoria de cima, Paulo não acredita que isso será um problema e se diz pronto para enfrentar qualquer lutador em ambos os pesos.

- Estou muito feliz de voltar a lutar rapidamente, anteriormente demorei muito de uma luta para outra. Fiz minha estreia na categoria dos penas, aonde fui muito bem e me senti muito forte. Pretendo me manter nela, porém estou voltando para arena Jungle entre os leves. Foi a oportunidade que me apareceu, e aqui no Brasil temos que agarrar todas as chances com unhas e dentes. Luto contra qualquer um, tanto nos leves quanto nos penas - disse Paulo.

Profissional de MMA desde 2012, Índio possui quatro vitórias até aqui em sua trajetória, sendo uma por nocaute, uma pro finalização e duas pro decisão. Atleta bastante completo, Paulo Índio, que é faixa-preta de judô, luta-livre e muay thai, revelou enxergar brechas no jogo de seu adversário.

- Sou um lutador completo, aqui na UMF tenho os melhores treinadores em todas as áreas. Sou oriundo da Luta-Livre, mas me sinto pronto para trocar porrada contra qualquer um. Confio bastante na minha mão e sei que tenho muito poder de nocaute. Independente da estratégia e das características do meu adversário, meu principal plano é desenvolver meu jogo e impor meu ritmo. O José Filho é um grande lutador, mas apresenta algumas falhas, que eu vou explorar - contou.

Mesmo fazendo apenas sua segunda apresentação na organização presidida por Wallid Ismail, o lutador da UMF sonha alto e projeta disputar futuramente o título do Jungle Fight em duas categorias distintas.

- Sonho em conquistar o cinturão do Jungle e tenho a ambição de conquistar esse título em duas categorias diferentes. É uma meta que tenho, que sei que agregaria enormemente para minha carreira. Confio no meu potencial e estou me preparando para isso. Vou provar dentro do cage com minhas apresentações que sou merecer, e estar pronto para quando o evento quiser me dar essa oportunidade - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos