'El Comandante', Chavez explica apelido e revela ligação a Calleri

Andres Chavez falou pela primeira vez vestido com a camisa do São Paulo. Depois de se destacar com quatro gols no treinamento desta terça-feira, no CT da Barra Funda, o atacante argentino explicou o motivo do apelido de El Comandante, dado pela torcida do Boca Juniors, e disse que ligou para Jonathan Calleri para saber mais sobre o Tricolor Paulista - os dois chegaram a ser companheiros no clube argentino.

- Tive a oportunidade de ligar para o Jony, ele foi muito bem enquanto esteve aqui. Disse para eu aproveitar que é clube muito lindo, uma torcida linda, que será um período importante. Espero fazer o mesmo que ele, gols para alegrar a todos - falou Chavez ao Facebook oficial do clube, e logo completou:

- O apelido foi quando eu cheguei ao Boca, perguntaram como tinham de chamar, eu fiz um gol, e fiz esse sinal (mão na testa como um comandante) e ai ficou. Agradeço por me receberem bem aqui no São Paulo, mando saudações, quero retribuir com gols. Vamos, Tricolor!.

Chavez gosta de atuar como um segundo atacante no esquema 4-4-2, já que não é um camisa 9 de referência na área e tampouco sua posição favorita de ponta. No Boca Juniors, costumava entrar no segundo tempo dos jogos, já que não chegou a se firmar como titular absoluto da equipe.

- Quero chegar ao clube, deixar minha marca, fazer gols, que serão importantes, e depois tratar de ganhar títulos, que será importante para instituição. Esse clube está acostumado a isso, oxalá que seja assim - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos