Giuliano dá adeus ao Grêmio e cogita retorno 'num futuro próximo'

Sem conseguir se despedir oficialmente do Grêmio, Giuliano divulgou uma nota, através da assessoria de imprensa, agradecendo os torcedores tricolores e cogitando um retorno, nesta terça-feira. O meia, que assinou com o Zenit, já está em São Petersburgo, na Rússia, para ser apresentado em sua nova equipe.

- Foi tudo muito rápido. Não consegui dar uma coletiva para me despedir do pessoal e agradecer o carinho de todos. Deixo aqui uma mensagem de muito carinho, de gratidão ao torcedor gremista que sempre esteve do meu lado e sempre confiou no meu trabalho. Fico muito feliz com tudo isso. Quem sabe num futuro próximo a gente não possa estar juntos novamente. Fica aqui meu abraço para todos - disse o jogador, que comentou sobre a oportunidade de trabalhar com Mircea Lucescu, técnico do Zenit e que o conhece pela sua passagem no futebol ucraniano, quando o treinador estava no Shakhtar Donetsk e o brasileiro defendia o Dnipro Dnipropetrovsk.

- Foi uma oportunidade boa para ambas as partes. Um país diferente, mas de certa forma similar onde atuei antes na Ucrânia. Conheço o idioma. O treinador me conhece e foi ele que foi me buscar no Brasil. Foi ele que me ligou, que disse que queria contar comigo - afirmou.

Ainda na publicação, Giuliano, que foi vendido aos russos por 7 milhões de euros (R$ 25 milhões), resumiu a sua passagem de dois anos pelo clube gaúcho. Ele chegou ao Grêmio em 2014, com auxílio de investidores, por 5 milhões de euros (R$ 18 milhões)

- Estes dois anos de Grêmio foram muito importantes para mim. Tive um crescimento muito grande profissional. Fiquei muito feliz de ter tido o privilégio de jogar no Grêmio e ter recebido o carinho e o apoio do torcedor gremista que sempre esteve comigo. De ter trabalhado com o Roger que é um treinador especial e que está em evolução. Certamente em pouco tempo estará, ou já está entre os melhores do Brasil. Pela metodologia, pela eficiência, pelo caráter, e pelo profissional que ele é. Então foram dois anos que passaram muito rápido. Os meus números também foram bons. tive duas temporadas boas e fui eficiente. Pude ajudar minha equipe da melhor forma que pude. Fiz o meu melhor todo o tempo e fico muito feliz por isso - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos