Marcus D'Almeida revela segredo do caminho da Vila aos treinos: 'Vou dormindo'

O que o principal atleta do Brasil do tiro com arco faz no caminho entre a Vila Olímpica, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e o local de treinamentos (e competição), no Sambódromo, no Centro? A resposta sobre o percurso de quase uma hora é simples:

- Vou dormindo indo e voltando.

Esse é Marcus Vinícius D'Almeida, ou melhor, Marcus D'Almeida, como pediu para ser chamado após uma entrevista para um canal de televisão. O jeito despreocupado, o rosto jovem e algumas espinhas na cara deixam bem claro a precocidade do atleta, que completou 18 anos em janeiro. Mas apesar de tudo isso, a responsabilidade carregada por ele é enorme. Afinal, mesmo com pouca idade, é a maior revelação, e principal atleta, da modalidade no Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Nascido na capital carioca, o atleta tem crescido a cada temporada. Dois anos atrás alcançava uma de suas principais conquistas: a medalha de prata nos Jogos da Juventude, em Nanquim, na China. Depois, os resultados só foram crescendo, como o vice-campeonato na Copa do Mundo adulta também em 2014. Isso sem contar o ouro no mundial da juventude, o bronze por equipes nessa mesma competição e o terceiro lugar nos Jogos Pan-Americanos de Toronto (CAN), também por equipes, todos os resultados alcançados em 2015.

Até por isso, o arqueiro não esconde sua satisfação em fazer parte do time nos Jogos Rio-2016.

- Realizei um sonho. Aqui, tudo você pode chamar de olímpico: "Credenciamento olímpico, Vila Olímpica..." - declarou o jovem atleta.

E apesar da responsabilidade de liderar a equipe brasileira, Marcus D'Almeida não se mostra ansioso. Em quase todas as respostas, ele resume bem seu sentimento no momento:

- Estou tranquilo.

Que seja assim até o fim dos Jogos Olímpicos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos