Em clima de 'Paes e amor', australianos encerram crise no Rio

Em clima de paz e amor, a delegação australiana e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, encerraram de uma vez por todas a crise entre as duas partes, devido aos problemas de infraestrutura na Vila dos Atletas.

Nesta quarta-feira, Paes encontrou-se com Kitty Chiller, chefe da delegação australiana nos Jogos Olímpicos Rio-2016, e atletas do país, em sua maioria do time de hóquei sobre grama masculino, em cerimônia na vila. O prefeito chegou com 25 minutos de atraso. Os australianos foram pontuais.

No encontro, as trocas de afagos foram muitas. Paes entregou a chave da cidade do Rio de Janeiro para o time australiano, e mencionou que nenhuma outra equipe que disputará a Olimpíada terá o mesmo agrado. Chiller, por sua vez, deu de presente ao prefeito um canguru de brinquedo, com luvas de boxe, e também uma camiseta da delegação do time da Oceania.

- Vocês serão a minha segunda equipe aqui no Rio de Janeiro - declarou Paes, durante seu discurso. A frase foi aplaudida pelos presentes.

O encontro serviu para encerrar a crise entre os dois lados. No último domingo, a delegação australiana se recusou a entrar na Vila dos Atletas, por causa de problemas nos apartamentos, como vazamentos, vasos sanitários entupidos, fiação exposta e sujeira.

A reclamação gerou repercussão, e Paes brincou na última segunda-feira sobre a situação, dizendo que colocaria um canguru de brinquedo na Vila dos Atletas, para que os australianos se sentissem mais em casa. A declaração, naquele momento, não caiu bem. Tanto que, no encontro desta quarta-feira, Paes se redimiu.

-Peço desculpas pelos comentários que eu fiz. Em nenhum momento eu quis fazer piada, o canguru é um símbolo da Austrália. Agora sei que colocaram um canguru na porta. Foi um mal-entendido, peço desculpas - falou Paes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos