Rio-2016 fará 'mágica' para acender a segunda pira olímpica dos Jogos

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, conheceu nesta quarta-feira uma das piras dos Jogos Rio-2016, que ficará posicionada em trecho da Orla Conde, próximo à zona portuária, durante a Olimpíada, de 5 a 21 de agosto. O assunto ainda é cercado de mistérios, mas o Comitê Organizador dos Jogos confirmou que uma "mágica" será feita para que a segunda seja acesa, logo após a primeira.

A cerimônia de abertura acontecerá no dia 5, no Maracanã. É lá que o último condutor do revezamento da chama pelo Brasil realizará o tradicional ato, que sacramenta o início do megaevento. No momento em que a pira do estádio for acesa, uma equipe entrará em ação para fazer com que o público na região central da cidade presencie o mesmo processo. No entanto, somente a segunda, no Centro, permanecerá ativa durante os Jogos.

- As duas piras são oficiais, mas não ficam acesas simultaneamente. Esta aqui é a que ficará ativa durante os Jogos. A do Maracanã acende, depois tem uma mágica que faz o fogo vir para cá e apaga lá - revelou o Diretor de Comunicação do Comitê, Mario Andrada.

Esta será a primeira vez na história dos Jogos que uma cidade-sede terá duas piras olímpicas. Também é inédito o fato de o procedimento acontecer fora do estádio que recebe as provas de atletismo. Inicialmente, os organizadores cogitaram levar uma das piras ao Engenhão, palco da modalidade, mas a ideia ficou pelo caminho. Pesou o interesse da prefeitura de atrair a população a uma das áreas da cidade que mais foi revitalizada por causa da Olimpíada.

Bach circulou pelo local ao lado do prefeito Eduardo Paes e do presidente do Comitê Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, e despistou sobre os segredos

~ É muito bonita, surpreendente e haverá fogo - disse o alemão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos