Iniesta, sobre atacantes recusarem o Barcelona: 'Medo da reserva'

O Barcelona segue em busca de um atacante para fechar o elenco. No entanto, vem encontrando dificuldades e colecionando recusas, uma vez que o reforço viria, inicialmente, para ser reserva, uma vez que o setor já conta com Messi, Suárez e Neymar. Para Iniesta, capitão da equipe, esse é justamente o motivo de tantos jogadores não aceitarem jogar no time catalão.

- Eles têm que colocar na cabeça que poderiam acrescentar bastante para ajudar o Barcelona a ficar ainda mais forte. A situação tem seus prós e contras. Pode parecer um desafio complicado conseguir tempo de jogo competindo com os atacantes estelares que temos, mas jogar neste clube é sempre excitante.

Entre os procurados pelo Barcelona, estão os atacante Nolito (que preferiu o Manchester City, de Guardiola) e Gameiro (que está com um pé no Atlético de Madrid). A bola da vez é Gabriel Jesus, do Palmeiras e que está com a seleção olímpica para a disputa dos Jogos do Rio de Janeiro. No entanto, o jovem também deve rumar para o time inglês, mas somente no fim do ano.

Se no ataque há essa lacuna, nos outros setores da equipe a situação é diferente. No meio de campo, além dos titulares Busquets, Rakitic e Iniesta, chegaram para compor o setor o português André Gomes (ex-Valencia) e Denis Suárez (ex-Villarreal). Além do quinteto, o Barcelona conta ainda com Arda Turan, Rafinha Alcântara e Sergi Roberto.

Iniesta, por sua vez, não se vê preocupado com tantos jogadores que podem fazer a sua função em campo.

- Não estou preocupado, porque acho que a competição é benéfica para o time. Estou motivado para ir bem nos treinos e ganhar meu lugar na equipe, mas esses caras também estão. Se todos nós jogarmos em alto nível, é mais fácil para o Barcelona fazer gols - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos