Seleção argentina é roubada em hotel no México antes do embarque ao Rio

Os problemas extra-campo que cercam a seleção argentina para a disputa dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro parecem não acabar mais. Depois de ver diversos jogadores não serem liberados por seus clubes, o técnico Tata Martino pedir demissão e a crise na AFA, os atletas foram roubados em hotel cinco estrelas no México, após amistoso com a seleção local na última quinta-feira.

- Todos os quartos estavam revirados. Queremos que saibam que não estávamos no hotel, porque seguíamos no estádio. Encontramos isso quando chegamos - disse Claudio Tapia, dirigente que acompanha a seleção hermana.

Segundo o jornal "Olé", o hotel Camino Real estava fechado para a seleção argentina. A publicação ainda afirma que os bandidos levaram celulares, dinheiros, roupas e outros aparelhos eletrônicos.

- Alguém entrou nos quartos. É algo grave - lamentou Tapia, que pediu as imagens das câmeras de segurança do local.

México e Argentina empataram em 0 a 0 no último amistoso dos hermanos antes da Olimpíada. A delegação deve chegar ainda nesta sexta-feira ao Rio de Janeiro. No dia 4 de agosto, a seleção estreia diante de Portugal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos