Centurión se reapresenta no São Paulo e Gilberto faz teste no gramado

  • Rivaldo Gomes/Folhapress

    Centurión se reapresenta no São Paulo enquanto aguarda decisão sobre seu futuro

    Centurión se reapresenta no São Paulo enquanto aguarda decisão sobre seu futuro

A indefinição no ataque do São Paulo continua. Nesta segunda-feira, Ricardo Centurión contrariou as expectativas da imprensa argentina e do Boca Juniors (ARG) e se reapresentou no CT da Barra Funda após o empate em 2 a 2 com a Chapecoense, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o centroavante Gilberto ainda não tem prazo para voltar a treinar com bola.

Centurión teve boa atuação como referência do ataque no tropeço diante dos catarinenses no Morumbi. Antes da partida, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva avisou que o Boca não era o único interessado em contratar o camisa 20 e sugeriu valorização pelo atleta. Já o técnico Edgardo Bauza disse apenas que, se Ricky quiser, não travará uma saída.

Ao lado de oito titulares do jogo contra a Chape e do compatriota Andres Chavez, que estreou disputando todo o segundo tempo, Centurión apenas correu em volta de dois gramados do CT. O grupo foi liberado mais cedo por Bauza e o argentino passou pela imprensa calado, como havia feito na zona mista do Morumbi na tarde de domingo.

Pouco depois, Gilberto apareceu pela mesma passagem, acompanhado do preparador físico Bruno Militano. O atacante, que sofreu torção no tornozelo esquerdo na última quinta-feira, carregava as chuteiras na mão e calçava tênis de corrida. O local lesionado estava coberto por faixas e curativos e apresentava inchaço notável.

Foram quase dez minutos de caminhada com Militano, além de um breve trote, até que Gilberto voltou para o Reffis. Com semblante tranquilo, o camisa 17 apenas acenou para os jornalistas. O clube relata que o tornozelo ainda está bastante ferido e que não há prazo para que o centroavante volte a trabalhar com bola ao lado dos companheiros.

Se Gilberto não se recuperar e a saída de Centurión for confirmada, o único atacante de área disponível para enfrentar o Atlético-MG, às 19h30 de quinta-feira no Morumbi, será o garoto Pedro, de 20 anos. O recém-chegado Chavez, que prefere atuar mais solto na esquerda, pode ser utilizado no setor. Bauza ainda lidará com as suspensões de Bruno e Cueva e as chances de perder Carlinhos por lesão no joelho direito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos