Liderança inesperada no Brasileirão? Para Yago, não: 'Isso é Corinthians'

Titular da defesa do Corinthians no Campeonato Brasileiro, Yago não acredita que a equipe tenha chegado à liderança da competição por acaso após a 17ª rodada, disputada neste fim de semana. Apesar de ter perdido diversos jogadores por lesão, alterado formação tática e ter ficado até mesmo sem Tite, seu treinador há um ano e meio, o Timão chegou à ponta do principal torneio nacional neste domingo, ao vencer o Internacional por 1 a 0 no Beira-Rio e ver o rival Palmeiras, então na liderança, ser derrotado por 3 a 1 pelo Botafogo. As razões para a liderança inesperada? O zagueiro explica.

- Isso é Corinthians, velho. Temos consciência disso. Perda de jogador, mudança de treinador, mudança tática... E estamos sempre ali brigando em cima. Isso tem a ver com a cobrança, que nos impulsiona. Às vezes faz mal, mas aqui no Corinthians tem nos ajudado a chegar à liderança. O Corinthians é fogo. Você tem que jogar bem até em treino, jogo-treino, coletivo. Sabemos que tem muita coisa para acontecer, está no meio do campeonato. Mas é nas últimas rodadas que queremos arrancar para sermos campeões - explicou Yago, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Uma das razões para o Corinthians ter alcançado a liderança do Brasileirão a duas rodadas do fim do primeiro turno é a oscilação dos rivais. O Palmeiras, por exemplo, venceu apenas um de seus quatro últimos jogos. Enquanto isso, o Timão acumula sete partidas de invencibilidade (cinco vitórias e dois empates) e está embalado para terminar o turno à frente dos adversários diretos.

Sobre a rivalidade entre os líderes do Brasileirão, Yago admite que os jogadores do Corinthians secaram o Palmeiras durante a partida contra o Botafogo.

- O campeonato é difícil. Concorrente direto perdendo pontos? Ficamos felizes. Não vejo nada de errado em torcer para que o Palmeiras perca. É um concorrente direto - disse o camisa 3, que ainda vê a briga pela liderança cada vez mais limitada ao fim deste primeiro turno.

- Vai ser aquele top 5, top 6... Acho que eles ali vão brigar até o final, vão dar sequência nessa reta e vencerá quem conseguir uma arrancada na parte final do campeonato - relatou, se referindo a Santos, Palmeiras, Grêmio, Flamengo e Atlético-MG como principais concorrentes do Corinthians na briga pelo título do Brasileirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos