Após 36 anos, Zimbábue faz história na Olimpíada com futebol feminino

A seleção de futebol feminino de Zimbábue caiu em uma chave com três postulantes à medalha na categoria e provavelmente será lanterna no seu grupo da Rio-2016. Mesmo assim, já fez história, pois esta é a primeira vez que o país africano se classifica para disputar um esporte coletivo na Olimpíada. Antes disso, só a equipe feminina de hóquei na grama havia participado, mas como convidada, em 1980, quando levou o ouro nos Jogos de Moscou.

Naquela ocasião, Zimbábue havia acabado de se tornar independente após sete anos de guerra civil e foi chamado em cima da hora pela União Soviética e COI diante de seguidas desistências de países capitalistas. Com um time montado para o torneio, o país africano acabou a competição invicto e com o ouro - a medalha seguinte veio apenas na Olimpíada de 2004, e na natação. Desde 1980, Zimbábue foi representado nos Jogos só em esportes individuais.

- É um grande acontecimento, porque é a primeira vez que o país se classifica para um esporte coletivo desde sua independência, em 1980, então a nação está muito animada. Vamos tratar de aproveitar a experiência, mas também queremos ser muito competitivos até onde pudermos. Temos talento - disse o treinador, Shadreck Mlauzi.

Em sua chave, o Zimbábue vai enfrentar o Canadá, medalha de bronze em Londres-2012, a Alemanha, segunda colocada no ranking da Fifa, e Austrália, quinta no ranking. A estreia será contra a Alemanha, uma das favoritas ao ouro, quarta-feira, às 18h, na Arena Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos