Conheça a afegã que carregará bandeira de seu país na cerimônia de abertura dos Jogos

Única atleta feminina do Afeganistão, a corredora de 20 anos Kimia Yousofi tem uma história de superação e luta. Sua família fugiu de seu país de origem durante o regime talibã. Por crescer em uma terra estrangeira, ela nunca recebeu a oportunidade de abraçar plenamente o esporte que amava. Kimia relata que quando pequena, no Irã, havia algumas restrições contra as mulheres afegãs que participam de corridas. Por exemplo, ela nunca foi autorizada a competir com atletas iranianos.

A virada veio quando ela tinha 17 anos. Ela se destacou em um concurso realizado pelo governo afegão, em um esforço para descobrir atletas do sexo feminino. Ela foi então contatada pela Federação Afegã de Atletismo, a qual lhe ofereceu a formação profissional da qual precisava. Nos três anos seguintes ela treinou do amanhecer ao anoitecer, conciliando com a escola.

Kimia ingressou na equipe do atletismo nacional no final de 2015 e competiu nos Jogos Sul-Asiáticos, realizada na Índia no início deste ano. Embora ela não tenha levado uma medalha para casa, seu desempenho impressionou a comissão organizadora da participação do Afeganistão nos Jogos Olímpicos.

Além de carregar a bandeira de seu país na cerimônia de abertura da Olimpíada, Kimia carrega também outra bandeira: a da luta contra as mudanças climáticas. Ela foi uma da primeiras atletas a aderir à campanha "1,5oC: o recorde que não devemos quebrar", lançada na semana passada para conscientizar as pessoas sobre o limite para que aumento da temperatura média do planeta não se torne perigoso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos