Hope Solo escuta gritos de zika e EUA vencem Nova Zelândia na estreia

BH já tem Olimpíada! Fechando a primeira rodada do futebol feminino, o Gigante da Pampulha recebeu os dois últimos jogos desta quarta-feira. Na primeira partida da rodada dupla, os atuais campeões e favoritas ao título Estados Unidos enfrentaram a Nova Zelândia e fizeram valer a lógica contra o adversário de pouca tradição. Sem muito esforço, as americanas venceram por 2 a 0, com gols de Carli Lloyd e Alex Morgan, um em cada tempo.

O público no estádio não foi grande, e as cadeiras superiores sequer foram abertas para a acomodação dos torcedores, que ficaram apenas na parte inferior. Mas a torcida teve seus momentos de diversão. Antes mesmo da entrada das jogadoras, já era possível ouvir os gritos de Galo, Cruzeiro e USA. Em 90 minutos, a galera ainda se divertiu com algumas jogadas de habilidade, fez a ola e ainda reconheceu o esforço das atletas. O jogo ainda contou com um momento inusitado. A partir dos 25 minutos do segundo tempo, a goleira Hope Solo passou a ser bastante vaiada pela torcida, que gritava "zika" a cada tiro de meta da arqueira americana.

Melhor do mundo marca cedo, EUA dominam, mas desaceleram

O início de jogo arrasador deu pinta de que o torcedor veria muitos gols em campo. Com menos de cinco minutos, a goleira Erin Nayler contou com a sorte para salvar duas finalizações da atacante Alex Morgan. Pouco depois, as americanas chegaram ao gol com a melhor do mundo Carli Lloyd, testando no canto direito após receber cruzamento de Tobin Heath. Mas o que se viu no restante do primeiro tempo foi um jogo fraco tecnicamente e sem muitos lances de perigo. Apesar do domínio absoluto, os Estados Unidos tiraram o pé do freio e diminuíram o ritmo, enquanto a Nova Zelândia tentou, em vão, leves suspiros ao gol de Hope Solo.

Gol relâmpago no segundo tempo garante a vitória

Mal começou o segundo tempo e os EUA não precisaram de muito para aumentar o placar e já garantir com menos de um minuto a vitória na primeira rodada. Bastou uma troca de passes na entrada da área para terminar com a batida rasteira de Alex Morgan. Só então a Nova Zelândia respondeu com sua primeira boa finalização no jogo, arrancando aplausos da torcida. Nos últimos 15 minutos, a equipe ainda atingiu seu melhor momento no jogo, levantando a torcida após dois bons ataques. Apesar disso, o cenário não mudou e o jogo foi novamente controlado pelas atuais campeãs, que ditaram o ritmo da partida e administraram o triunfo.

ESTADOS UNIDOS 2x0 NOVA ZELÂNDIA

Motivo: 1ª rodada, Grupo G, Futebol Feminino

Data/Hora: 03/08/2016, às 19h

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitra: Kateryna Monzul (Ucrânia)

GOLS: Carli Lloyd, 8'1ºT (1-0); Alex Morgan, 1'2ºT (2-0)

Cartões amarelos: Betsy Hassett, Ali Riley, Ria Percival (NZL)

Público: 9.566 pessoas.

Estados Unidos: Hope Solo; Klingenberg, Sauerbrunn, Julie Johnston e O'Hara; Morgan Bryan (Lindsey Horan - 17'2ºT), Tobin Heath, Allie Long e Carli Lloyd; Alex Morgan (Christen Press - 35'2ºT) e Mallory Pugh (Crystal Dunn - 5'2ºT). Técnica: Jill Ellis.

Nova Zelândia: Erin Nayler; Ria Percival, Erceg Abby, Rebekah Scott e Ali Riley; Katie Duncan (Kirsty Yallop - 26'2ºT), Betsy Hassett, Katie Bowen (Sarah Gregorius - 14'2ºT) e Annalie Longo; Hannah Wilkinson (Jasmine Pereira - 37'2ºT)e Amber Hearn. Técnico: Tony Readings.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos