No embalo de 2014, Alemanha estreia contra atuais campeões olímpicos e 'carrasco brasileiro'

Assim como ocorreu em 2014, quando sagrou-se tetracampeã mundial, a seleção da Alemanha vai novamente estrear na Bahia em um torneio internacional sediado no Brasil.

Nesta quinta-feira (4/8), às 17h, na Arena Fonte Nova, a Alemanha encara o México pela primeira rodada do Grupo C do futebol masculino das Olimpíadas.

Exatamente no mesmo estádio, o time que mais tarde ficaria conhecido por aplicar inesquecíveis 7 a 1 no Brasil largava, em solo baiano, com o pé direito ao golear Portugal por 4 a 0 (com Cristiano Ronaldo em campo).

Agora o time sub-23 tenta aproveitar o mesmo embalo das energias da Boa Terra para repetir o desempenho dos profissionais de dois anos antes. A seleção alemã volta a uma Olimpíada após 28 anos ausente -- a última participação foi em Seul, na Coreia.

Três atletas acima da idade permitida foram convocados pelo técnico Horst Hrubesch: os irmãos gêmeos Lars Bender (do Bayer Leverkusen) e Sven Bender (Borrusia Dortmund), além de Nils Petersen, do Freiburg.

O restante do grupo é formado por promessas das divisões de base dos clubes que disputam a Bundesliga. Se destaca o meia canhoto Julian Brandt, de 20 anos, que atua pelo Leverkusen.

A única vez que a Alemanha conquistou o ouro olímpico no futebol masculino foi em 1976, em Montreal (no Canadá). À época, porém, o país ainda era dividido por conta das sanções da 2ª Guerra Mundial. A medalha foi para a Alemanha Oriental (parte do país sob o julgo dos comunistas).

Os alemães tem ainda uma prata (1980) e dois bronzes (1964 e 1988).

EM BUSCA DO BI

Pelo lado do México, o sonho é a conquista do bicampeonato olímpico. Há quatro anos, em Londres, eles bateram o Brasil e faturaram a cobiçada medalha de ouro.

Autor dos dois gols da vitória mexicana naquela final, o atacante Oribe Peralta foi convocado na lista dos acima de 23 anos. Ele é, portanto, a principal esperança do técnico Raúl Gutiérrez para repetir o feito dourado.

Outros dois acima da idade são os goleiros Talavera (do Toluca) e Jorge Torres (do Tijuana).

Na história do futebol nas Olimpíadas modernas (a modalidade começou em 1900, em Paris), apenas quatro seleções conseguiram o bi olímpico consecutivo. São elas: Grã-Bretanha (1908-1912), Uruguai (1924-1928), Hungria (1964-1968) e Argentina (2004-2008).

FICHA TÉCNICA:

México x Alemanha

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)

Data/horário: 4 de agosto às 17h

MÉXICO: Alfredo Talavera, Lajud, Abella, Aguirre e Salcedo; Jordan Silva, Torre Nilo, Michel Perez e Lozano; Guzmán e Oribe Peralta. Técnico: Raúl Gutiérrez

ALEMANHA: Horn, Robert Bauer, Niklas Süle, Klostermann e Ginter; Lars Bender, Serge Gnabry, Leon Goretzka e Julian Brandt; Max Meyer e Davie Selke. Técnico: Horst Hrubesch

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos