Solo diz não ter ouvido gritos de zika no Mineirão: "estava focada no jogo"

A torcida mineira não esqueceu Hope Solo. Antes de embarcar para Belo Horizonte e iniciar a preparação para as Olimpíadas, a goleira americana postou uma foto com um kit "anti zika" nas redes sociais, e não agradou nada a torcida brasileira. Posteriormente, Solo até pediu desculpas, mas isso não impediu que ganhasse uma sonora vaia no Mineirão.

Os Estados Unidos venceram a Nova Zelândia na abertura do grupo G, nesta noite de quarta-feira. Mas a partir dos 25 minutos do segundo tempo, Hope Solo passou a escutar vaias da torcida a cada vez que tocava na bola. Pouco depois, as vaias se misturaram aos gritos de zika. Depois do jogo, a camisa 1 disse não ter percebido a provocação.

- Eu já joguei no México algumas vezes, isso é sempre visto. Faz parte da cultura do futebol, quando o goleiro toca na bola. Estou bem com relação a isso - comentou, dizendo também que o grito das arquibancadas não tirou sua atenção.

- Não acho que foi isso. Na verdade, acho que era um grito dos clubes locais. Não ouvi, estava muito focada no jogo - completou.

Em sua entrevista após o jogo, a técnica Jill Ellis também minimizou o fato ocorrido, alegando que Solo já se desculpou pelo episódio e que está muito empolgada para fazer uma grande competição no Brasil.

- Isso já passou. A Hope já se desculpou e está muito animada para competir aqui. Espero que a torcida brasileira supere isso e admire nosso futebol - falou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos