Tribunal Arbitral do Esporte rejeita recursos de 17 remadores russos

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) rejeitou, nesta terça (2), o recurso de 17 atletas da seleção russa de remo. A decisão corrobora a punição dada aos remadores pela federação internacional da modalidade (Fisa), que alega que os russos do remo não passaram por testes suficientes para eliminar as suspeitas de doping. Com isso, eles seguem impedidos de disputar os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Esta foi a primeira resposta da mais alta jurisdição esportiva a respeito dos recursos impetrados, às vésperas dos Jogos, por 30 atletas russos que estão suspensos pelas federações internacionais dos seus respectivos esportes. E pode apontar uma tendência, já que o TAS já rejeitou, anteriormente, os pedidos dos 67 competidores banidos das disputas olímpicas pela Federação Internacional de Atletismo.

As suspensões dos atletas russos ocorreram após a divulgação do Relatório McLaren, trabalho de investigação que denunciou um esquema estatal de doping na Rússia. Após discussão sobre um possível banimento de toda a delegação russa dos Jogos Olímpicos, o COI deixou nas mãos das federações internacionais de cada esporte definir quanto às sanções a serem aplicadas a cada atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos