'Zika, Zika': Torcida abre Jogos com piadas na arquibancada

O primeiro dia de competições dos Jogos Olímpicos, antes mesmo da Cerimônia de abertura oficializar o início do evento, já mostrou que um dos destaques das duas semanas que estão por vir deve ser a torcida brasileira. Nesta quarta, os estádios que receberam partidas do futebol feminino já viram soar gritos e piadas originais em suas arquibancadas.

Em Belo Horizonte, os Estados Unidos derrotaram a Nove Zelândia por 2 a 0. E o público presente no Mineirão mostrou que os atletas que reclamaram do risco de Zika no país sofrerão durante sua estadia - mas enquanto competem, e não com os mosquitos.

Hope Solo, que publicou fotos em que cobria o rosto com uma rede de proteção e mostrando que viria para o Brasil com várias latas de repelente, foi alvo de gritos de "ô, Zika" toda vez que chutava a bola.

Além disso, no final da partida, os torcedores começaram a cantar "olê, olê, olê, olá... Zika, Zika!" enquanto EUA e Nova Zelândia esperavam o apito final.

Em Itaquera, a Alemanha goleou o Zimbábue por 6 a 1. Mas não só o gol de honra das africanas foi o mais comemorado, como o time derrotado teve torcida especial. Nas arquibancadas do estádio do Corinthians, os brasileiros cantaram "Vamos, vamos Zimbábue, que este jogo teremos que ganhar", parodiando famoso grito corintiano.

Curiosamente, o palco dos gritos "menos originais" foi o Engenhão, que recebeu Brasil x China. No Rio, os torcedores não passaram do tradicional "Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos