Vadão confirma participação de Marta na cerimônia de abertura

O técnico Vadão afirmou na coletiva após a vitória sobre a China que a equipe de futebol feminino do Brasil não participaria da cerimônia de abertura, que acontece na noite desta sexta-feira, no Maracanã. Contudo, as meninas brasileiras estarão representadas no evento que marca o começo dos Jogos Olímpicos pela capitão e principal jogadora do time: Marta.

A camisa 10 da Seleção exibirá uma das bandeiras internacionais durante a cerimônia de abertura, sobretudo por seu papel como embaixadora da ONU.

- A Marta vai participar. Não vai desfilar, até porque percorrer o trajeto seria algo muito cansativo, sobretudo na véspera de um jogo importante. Por isso a nossa delegação não estará presente. Mas não podíamos tirar isso da Marta, ainda mais nessa ocasião das bandeiras. Conversamos com o Marco Aurélio (Cunha, coordenador de futebol feminino da CBF) e entendemos que ela poderia participar - afirmou o técnico Vadão.

Sobre o duelo que acontece neste sábado, no Estádio Olímpico, às 22h, pela segunda rodada do Grupo E, Vadão espera uma Suécia com uma postura totalmente diferente do que encontrou diante da China.

- A China esperou um pouco mais, optou em explorar contra-ataques. Acredito que a Suécia fará uma marcação sobre pressão, minimizar nossos espaços. Algo que não tivemos na estreia - analisou.

Apesar da boa exibição na primeira partida, Vadão teve uma boa conversa com as jogadoras nesta sexta-feira para manter a filosofia de pés no chão.

- A conversa que tivemos foi no intuito de manter os pés no chão. Foi apenas uma vitória e tem muita coisa pela frente. Foi ótimo a maneira como estreamos, a repercussão. Mas só vencemos daquela maneira porque entramos ligados - finalizou.

Com três pontos cada, Brasil e Suécia duelam pela liderança do Grupo E.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos