Iziane comemora desempenho após edema na panturrilha direita

Iziane viveu um turbilhão de emoções durante a estreia do Brasil no basquete feminino nos Jogos Olímpicos. A jogadora foi a cestinha da partida contra a Austrália, com 25 pontos, mas não evitou a derrota por 84 a 66 na primeira rodada do Grupo A.

Emocionada, ela relatou que temeu não participar da Rio-2016 por conta de um edema na panturrilha direita que a afastou da preparação por 20 dias. Antes, ela só tinha disputado a edição de Athenas em 2004, uma vez que em Pequim-2008 e Londres-2012 ela não defendeu a Seleção por problemas disciplinares:

- Eu tenho duas emoções hoje. Uma é poder jogar após uma lesão que me deixou parada por 20 dias e quase me tirou da Olimpíada. Agradeço a Deus por estar aqui. A segunda foi jogar depois de tantos anos em frente do meu povo e mostrar ao vivo o que trabalhamos e sentir junto com a gente essa emoção.

Iziane lamentou o momento de instabilidade do Brasil na partida após o bom início. Na visão da ala/armadora, isso foi fundamental para a Austrália abrir frente no último período do confronto.

- A Austrália soube correr atrás do prejuízo e a gente não soube controlar esse momento ruim. Não conseguimos jogar 40 minutos 100%. Vai ter o momento ruim e nessa hora precisa controlar seus erros. Tivemos 28 se não me engano. E isso contra uma equipe forte e equilibrada você perde mesmo - analisou.

O Brasil folga neste domingo e volta a atuar na segunda-feira, às 17h30, novamente na Arena da Juventude, em Deodoro, diante do Japão, pela segunda rodada do Grupo A.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos