Após cumprir pena, Uli Hoeness será candidato à presidência do Bayern

Uli Hoeness, ex-presidente do Bayern de Munique, anunciou nesta segunda-feira que vai concorrer à eleição no clube, em novembro. O dirigente foi libertado em fevereiro após cumprir 21 meses de prisão por sonegação de impostos. Apesar disso, ele acredita que pode ser reeleito ao posto, uma vez que o atual mandatário, Karl Hopfner, não irá concorrer.

- Foi um acordo entre Karl Hopfner e Uli Hoeness - informou o Bayern de Munique, em comunicado.

O fato de ter sido condenado pela Justiça e cumprido quase dois anos de pena não é impedimento para Hoeness ser candidato à presidência do Bayern, apesar de o clube não ter discutido isso publicamente. Ele é favorito para ser o novo mandatário do time bávaro.

Hoeness é visto como um dos homens que reergueram o Bayern de Munique. Com mais de 40 anos dedicados ao clube, ele se declarou culpado desde o início do processo por ter sonegado cerca de 28,5 milhões de euros em impostos. Ele ficou preso em Landsberg, onde Adolf Hitler escrever "Mein Kampf".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos