Estados Unidos afastam a zebra e atropelam a Venezuela no basquete

O sonho da Venezuela não durou nem 20 minutos. Nesta segunda-feira, os sul-americanos começaram bem, mas viram a seleção masculina de basquete dos Estados Unidos disparar a partir do fim do segundo quarto, vencer por 113 a 69 e chegar ao segundo triunfo em dois jogos na Olimpíada do Rio de Janeiro. Depois do início complicado, os americanos deram show especialmente no quarto período, com pontes aéreas e enterradas.

O jogo começou surpreendentemente equilibrado. Tirando panes defensivas que deixaram Kevin Durant e Paul George livres, a Venezuela marcou muito bem e, apesar das dificuldades no ataque, terminou o primeiro quarto empatando com os Estados Unidos por 18 a 18.

O sonho começou a acabar quando restavam pouco mais de quatro minutos para o fim do segundo período. A partir daí, a seleção americana apertou ainda mais a defesa e se acertou no ataque, abrindo vantagem cada vez maior. No intervalo, os Estados Unidos venciam por 48 a 26.

A partir daí, o atropelamento americano se confirmou. Ao fim do terceiro período, os americanos venciam por 75 a 51. No quarto, com direito a pontes aéreas, enterradas e reservas em quadra, os Estados Unidos selaram a vitória por 113 a 69.

Os destaques da vitória americana foram Paul George, com 20 pontos, e Jimmy Butler, com 17. Pela Venezuela, o cestinha foi John Cox, com 19.

Os Estados Unidos voltam a jogar na quarta-feira, novamente na Arena Carioca 1, às 19h, contra a Austrália. No mesmo dia, às 22h30, a Venezuela enfrenta a China.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos