Mesmo com erro a favor, Corinthians só empata com Cruzeiro no Pacaembu

De volta ao Pacaembu após mais de dois anos sem mandar nenhum jogo por lá, o Corinthians lotou o estádio, mas não deixou sua torcida feliz: mesmo com um gol relâmpago no primeiro minuto de jogo e um erro grave da arbitragem a seu favor, o Timão só empatou com o Cruzeiro nesta segunda-feira, na última rodada do primeiro turno do Brasileirão: 1 a 1.

O jogo começou tão confuso que alguma parte da torcida nem havia entrado no Pacaembu quando saiu o primeiro gol. Após cruzamento da esquerda de Marquinhos Gabriel, em falha de posicionamento do adversário, a defesa do Cruzeiro só afastou parcialmente, e deixou a sobra nos pés de Giovanni Augusto. Em boa condição, o camisa 17 bateu firme e viu a bola desviar em Edimar antes de tomar as redes do estreante Lucas França. No ângulo. E muita gente nem viu...

Apenas seis minutos depois do gol, o Cruzeiro teve chance de empatar, mas foi parado pelo árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva. Ábila recebeu lançamento em condição legal, deu um chapéu em Cássio e dividiu com o goleiro do Corinthians antes de cair na área com a perna sangrando. Apesar da arbitragem não ter marcado nada e dado até cartão amarelo ao argentino por reclamação, o pênalti foi claro e, injustamente, o goleiro do Timão não foi expulso. Mas teve gente que nem viu...

Má arbitragem à parte, as duas equipes fizeram um bom jogo. Organizados em campo, Corinthians e Cruzeiro criaram boas chances: o Timão, por exemplo, quase aumentou a vantagem em chute de Elias após passe de André, ainda no primeiro tempo, e a Raposa chegou perto de igualar na etapa complementar, quando Balbuena cortou carrinho uma enfiada precisa de Rafael Sobis em direção de Ábila. O Corinthians, que teve o controle no início, foi pressionado depois, e se virou para defender e buscar o contra-ataque. Isso todo mundo viu.

Com maior ritmo e volume ofensivo, o Cruzeiro logo igualou a contagem no Paca. Após cruzamento de Sobis na esquerda - há que se elogiar a enfiada de Henrique também -, Ábila pegou de primeira, de pé esquerdo, e fez um belíssimo gol aos 20 minutos do segundo tempo. Tinha jogo! Só não tinha paciência... Mesmo "pedindo" as alterações, a torcida do Timão não perdoou e chamou Cristóvão Borges de burro por tirar Romero. Apesar das críticas, foi com Marlone e Guilherme que o Corinthians mais criou. Só não viu quem não quis.

No fim, ninguém mais marcou, e o Corinthians fecha o primeiro turno em terceiro lugar. O Cruzeiro é só o 18º.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 CRUZEIRO

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)

Data-Hora: 8/8/2016 - 21h

Árbitro: Dewson Freitas (Fifa-PA)

Auxiliares: Marcio Gleidson (PA) e Helcio Araujo Neves (PA)

Público/renda: 33.416 pagantes/R$ 1.326.456,00

Cartões amarelos: Yago, Elias, André e Giovanni Augusto (COR), Lucas, Henrique e Ábila (CRU)

Cartões vermelhos: -

Gols: Giovanni Augusto (1'/1ºT) (1-0) e Ábila (20'/2ºT) (1-1)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Giovanni Augusto (Guilherme, aos 18'/2ºT) e Marquinhos Gabriel; Romero (Marlone, aos 33'/2ºT) e André. Técnico: Cristóvão Borges.

CRUZEIRO: França; Lucas, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Willian, aos 17'/2ºT), Robinho e Arrascaeta (Rafinha, aos 18'/1ºT); Rafael Sóbis e Ábila (Marcos Vinícius, aos 38'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos