Rafaela Silva dedica ouro a crianças de comunidades e cita infância dura

Poucos minutos após conquistar a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Rio-2016, a judoca Rafaela Silva, ainda se acostumando à alcunha de campeã olímpica, não titubeou na hora de dedicar sua conquista. Ela, que cresceu na comunidade carioca Cidade de Deus, quer servir de exemplo para pequenos brasileirinhos que hoje sofrem na infância.

- Eu só tenho a agradecer a todo mundo. Treinei bastante para representar esse ginásio que veio todo aqui para torcer. Se eu puder servir de exemplo para as crianças que saem da comunidade assim como eu saí da Cidade de Deus, acho que é o que eu tenho para passar no judô - afirmou.

Rafaela Silva ainda fez questão de lembrar sua própria história de vida (e superação):

- Saía chorando do treino todo dia, mas acordava (no dia seguinte) porque queria minha medalha.

- Para uma criança que cresce em uma comunidade, a gente não tem muito objetivo na vida, porque não tem nada dentro da comunidade. Mas uma criança que com cinco anos saiu da comunidade, começou a treinar judô como brincadeira é hoje campeã olímpica - finalizou.

Mário Tsutsui, técnico de Rafaela Silva, também falou sobre a conquista da judoca brasileira. O treinador mostrou-se bastante orgulhoso da atleta que aplicou waza-ari em todas suas cinco lutas do dia.

- A Rafa foi sem dúvida superior às adversárias, ganhou com mérito. Não teve dúvida. Ela foi campeã mundial aqui, agora olímpica. Mostrou que no Rio é imbatível - declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos