Soares e Melo eliminam o 'menos brasileiro' Djokovic nas duplas

Nesta segunda-feira, Djokovic foi "menos" brasileiro do que quando, no domingo, foi eliminado no torneio de simples. Isso porque do outro lado da quadra estava os brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares, que venceram Novak e Nenad Zimonjic, por 2 a 0 (6-4 e 6-4) na quadra 1 do Centro Olímpico de Tênis.

Desta vez, Djokovic não repetiu o ato de chorar na quadra. Como havia feito no domingo, quando chorou na quadra e fora dela. Depois de sentir a dor de mais uma vez não conseguir a tão sonhada medalha de ouro olímpica.

Nesta segunda, a torcida brasileira mais uma vez mostrou seu amor pelo sérvio. Cantou "Uh, tá maneiro, o Djokovic é brasileiro". Vibrou quando o sérvio entrou em quadra. Mas o amor durou menos do que o normal, porque o apoio a Soares/Melo foi total. Mesmo com um grito aqui e acolá de incentivo ao número 1 do mundo nas simples.

Melhor chance de medalhas para o Brasil na Rio-2016, a dupla masculina adiou mais uma vez o sonho do sérvio. Sonho não realizado em Pequim, Londres e Rio.

Desde o começo do jogo, Melo e Soares jogaram em altíssimo nível. Conseguiram mostrar porque são um dos melhores do mundo nas duplas. Forçaram, jogaram na rede, trocaram bolas... mostraram os seus repertórios completos. Do outro lado, os sérvios tentaram. Mostraram bom tênis em vários momentos do jogo, mas nos momentos críticos os donos da casa se sobressaíram. No primeiro e segundo sets.

Vitória muito comemorada pela arena. Que ainda gritou Djoko e foi saudada pelo sérvio.

Agora, nas quartas de final, os brasileiros enfrentam Florin Mergea e Horia Tecau, da Romênia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos