Após ouro, Rafaela Silva homenageia seu primeiro técnico no judô

Após passar a infância na Cidade de Deus, na periferia do Rio de Janeiro, Rafaela Silva fez questão de lembrar de seu passado ao comemorar o título olímpico, ontem. E o seu maior incentivador, e primeiro técnico, não poderia ser esquecido por ela.

- Devo tudo ao professor Geraldo. Tudo o que ele fez por mim, posso pagar agora com a medalha - disse com o ouro olímpico no pescoço.

Geraldo Bernardes incentivou a brasileira desde o início. Com dificuldades financeiras, a judoca não conseguiria fazer suas primeiras viagens se não fosse a ajuda do treinador.

- É uma alegria muito grande ver uma atleta que começou comigo vinda de muita dificuldade na Cidade de Deus se tornar, por meio do esporte, o que se tornou. É um trabalho dividido por todos que ajudaram, todos que permitiram que ela pudesse ser ajudada - afirmou Bernardes, antes de completar:

- Ela me agradeceu pelo o que a gente contribuiu. Diz que ajudei muito, que ajudava a viajar quando não tinha dinheiro. Não precisa agradecimento. Eu que tenho de agradecer por ela ter se transformado nessa pessoa - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos