Cristóvão atribui vaias à 'cultura' e vê Corinthians no nível dos melhores

Cristóvão Borges chegou ao décimo jogo pelo Corinthians sendo vaiado pela torcida. Novamente em razão de suas alterações, o treinador foi chamado de "burro" antes mesmo do fim do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o apito final de Dewson Freitas da Silva, as vaias aumentaram, e o técnico explicou em entrevista coletiva o que achou da reação da Fiel sobre seu curto trabalho até o momento.

- Se o time não ganha a torcida protesta e reclama, é normal. Quando o resultado não vem é mais fácil direcionar ao técnico, cultura... Minha vinda no Corinthians é uma substituição difícil, dificuldade de aceitação. Importante é que o trabalho está sendo feito e estamos brigando pela ponta, não tem ninguém jogando maravilhoso, é todo mundo irregular - disse Cristóvão, que vê os ponteiros do Brasileirão no mesmo nível.

- A equipe vem bem, estamos procurando fazer o trabalho com o grupo que temos e que tem condição de dar resposta. Problema é que a exigência é bem maior que a responsabilidade. Não vemos nenhuma equipe melhor que o Corinthians. Não é assim também. Estamos no nível do campeonato - argumentou o treinador.

O empate com o Cruzeiro deixa o Corinthians na terceira posição do Brasileiro, com 34 pontos somados, dois a menos que o Palmeiras e um a menos que o Atlético-MG, agora vice-líder da competição. Encerrado o primeiro turno, o Timão abre a segunda metade do Brasileiro jogando fora de casa, diante do Grêmio. Neste compromisso, Cristóvão espera que o nível de atuação de sua equipe seja mais elevado do que nesta segunda-feira, no Pacaembu.

- Hoje (segunda-feira) nós nos desequilibramos no segundo tempo, não conseguimos fazer a pressão que fazemos normalmente e eles conseguiram jogar. É uma equipe com bom toque de bola, movimentação, e que envolveu a nossa em certo momento. Agora eu preciso descobrir maneiras da equipe jogar bem, ter boa perfomance, e nós continuarmos brigando na ponta. Esse é meu foco, tenho que fazer isso para fazer o Corinthians brigar para ser campeão - sentenciou Cristóvão Borges, de cinco vitórias, três empates e duas derrotas no comando do Timão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos