Garantindo 'até logo', Milton Mendes diz confiar em reação do Santinha

O misto de frustração e agradecimento marcou a despedida de Milton Mendes do Santa Cruz. Em entrevista coletiva, após pedir sua demissão, nesta terça-feira, o treinador tratou sua saída como "conclusão de trabalho":

"Quando falei após o jogo contra o São Paulo que era necessário fazer uma análise, era isso. Foram dois títulos importantes (Copa do Nordeste e Pernambucano) para o meu currículo. Eu faço parte da história desse clube e é um até logo", disse.

Mendes diz que o fato de a equipe estar na zona de rebaixamento ao fim do Primeiro Turno culminou para sua decisão. Aos seus olhos, não havia outra alternativa a fazer diante da queda brusca de rendimento no Brasileirão:

"Tentei fazer de tudo. Mudei jogadores e esquema tático. Saio entristecido. Nosso projeto era se manter na Série A. No fim do primeiro turno, não consegui o planejado. Se eu abrir algumas coisas aqui, podem refletir lá dentro. A decisão certa foi tomada", acrescentou.

O treinador exigiu que a torcida do Santa Cruz siga apoiando a equipe:

"Quero dizer a todos os jogadores e funcionários que enquanto o coração bate, temos de ter esperanças. O clube precisa de momento de ajuda. O clube tem de ter receita, o torcedor precisa vir a campo", declarou.

Presidente do Santa Cruz, Alírio Moraes deixou elogios ao treinador e deixou as portas do Arruda abertas para uma volta:

"Milton é o treinador mais qualificado que esteve à frente do Santa sob minha gestão. Foi com quem mais eu aprendi futebol. A gente encerra momentaneamente essa relação profissional de uma forma onde clube e treinador têm satisfação", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos