Brasil pode deixar EUA perto da eliminação no vôlei masculino

O Brasil tem a chance, nesta quinta-feira, às 22h35, no Maracanãzinho, pelo torneio olímpico masculino de vôlei, de deixar os Estados Unidos perto da eliminação ainda na primeira fase. Basta vencer o clássico, de preferência por 3 a 0 ou 3 a 1, evitando que os rivais pontuem na classificação geral, para apertar bastante a corda no pescoço americano.

Após duas rodadas, o time comandado por John Speraw está zerado, após ser surpreendido pelo Canadá (3 a 0) e cair na sequência diante da Itália (3 a 1). Ocupa assim o quinto lugar, ao lado do fraco México, rival na última rodada. Antes, os americanos ainda enfrentarão a França. Caso percam para brasileiros e franceses, correm seríssimo risco de disputarem a partida final já eliminados. Brasil e Itália são os líderes com seis pontos, seguidos por Canadá e França com três. Os quatro primeiros avançarão para as quartas de final.

- Sabemos que o time dos Estados Unidos vem com tudo para enfrentar o nosso time justamente para mudar essa situação em que eles se encontram - disse o ponta Maurício Borges, maior pontuador na vitória de virada sobre o Canadá por 3 a 1.

Bruninho, o capitão brasileiro, pede para o time evitar pensar na situação do adversário:

- Não podemos pensar neles. Temos de focar apenas na gente, continuar melhorando, seguindo com a mesma atitude. Isso é o mais importante. Se a gente for pensar no que cada um está precisando pode até atrapalhar. De repente eles vão entrar para o jogo da vida, pode ser mais pressão ainda para eles. Então prefiro pensar no nosso time.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos