México joga mal, perde para Coréia do Sul e acaba eliminado no futebol

Acabou o sonho do bicampeonato olímpico para o México. Tendo por obrigação vencer o jogo diante da Coréia do Sul para não depender do resultado do jogo da Alemanha, os comandados do técnico Raul Gutiérrez fizeram uma partida equilibrada, mas acabaram sendo derrotados por 1 a 0, graças ao gol de aos 32 minutos da etapa final. O confronto realizado na tarde desta quarta-feira, no Estádio Mané Garricha, em Brasília (DF), fechou a terceira rodada do Grupo C do torneio de futebol masculino dos Jogos do Rio-2016.

Com o resultado, a Coréia do Sul chegou aos sete pontos e garantiu a primeira colocação da chave, à frente da Alemanha, que terminou com a segunda vaga do grupo após golear por 10 a 0 a frágil seleção da Fiji. Os mexicanos, por sua vez, somaram quatro pontos e foram eliminados de forma precoce na competição.

Nas quartas de final do torneio, a Coréia do Sul terá pela frente a surpreendente seleção de Honduras, que garantiu a segunda colocação do Grupo D após ficar no empate em 1 a 1 com a Argentina, resultado que eliminou os "hermanos" da competição.

O JOGO

?

Em confronto que marcava o encontro dos dois líderes da chave até o início da rodada a tensão estava estampada nos rostos dos jogadores das duas seleções, que se movimentaram bastante, mas criaram poucas chances de gol. Não foi à toa que foram distribuídos seis cartões amarelos e um vermelho ao longo do jogo. Apesar da necessidade de vitória ser mexicana, ambas as seleções amarravam o jogo no meio de campo e pouco se lançavam ao ataque. Mas o tempo ia passando, e a Coréia do Sul conseguiu tirar proveito do nervosismo mexicano, que sabia que no outro confronto do grupo a Alemanha fazia a sua parte em campo.

Aos 33 minutos da etapa final Kwon Changhoon aumentou o sofrimento mexicanO. O atacante mostrou oportunismo em uma jogada para balançar as redes do goleiro Talavera e abrir o placar em Brasília. A esta altura, o único resultado que interessava ao México era a vitória. Mas se estava difícil fazer um gol, dois então pareciaser uma missão impossível.

Abatidos pelo gol e sem forças para reagir, os comandados de Raul Gutiérrez demonstravam descontrole emocional e entravam nas divididas com demasiada rigidez, ocasionando na expulsão de Hirving Lozano. Com um jogador a menos, o México não tinha forças para reagir até que o apito final decretasse a eliminação do atual campeão olímpico.

FICHA TÉCNICA:

Coréia do Sul 1 x 0 México

Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF)

Árbitro: Clément Turpin (FRA)

Assistentes: Frédéric Cano (FRA) e Nicolas Danos (FRA)

Gol: Kwon Changhoon,32'/2ºT (1-0)

Cartões Amarelos: Lee Seulchan, Lee Chandong, Gu Sungyun e Hwang Heechan (CDS), Hirving Lozano e Carlos Salcedo (MEX).

Cartões Vermelhos: Hirving Lozano (MEX).

Público: Não divulgado.

Coréia do Sul: Gu Sungyun; Sim Sangmin, Lee Seulchan, Jang Hyunsoo e Son Heungmin; Ryu Seungwoo (Suk Hyunjun,26'/2ºT), Hwang Heechan, Park Yongwoo e Jung Seunghyu; Kwon Changhoon (Kim Mitae,47'/2ºT)) e Lee Changmin (Lee Chandong,10'/2ºT). Técnico: Shin Tae-Yong.

México: Alfredo Talavera; Cesar Montes, Michael Perez, Jorge Torres (Carlos Fierro, 35'/2ºT) e Marco Bueno (Raul Lopez,24'/2ºT); Carlos Salcedo, Erick Aguirre, Erick Gutierrez e Carlos Cisneros; Arturo Gonzalez (Hirving Lozano,6'/2ºT) e Erick Torres. Técnico: Raul Gutiérrez.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos