Tiago Camilo está fora da Rio-2016, em possível despedida olímpica

A participação do judô brasileiro no quinto dia de disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, terminou antes do esperado. Minutos após a eliminação de Maria Portela, foi a vez de Tiago Camilo ficar pelo caminho na categoria médio. Aos 34 anos, o judoca pode ter feito sua despedida da Olimpíada.

Essa é a primeira vez na Rio-2016 que o Brasil não tem nenhum lutador classificado para a fase final da competição, disputada na parte da tarde. Nos dias anteriores, pelo menos um representante do país esteve, pelo menos, na repescagem.

Em busca de sua terceira medalha olímpica - foi prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008 -, Camilo iniciou bem a competição no Rio de Janeiro ao derrotar na primeira rodada o sul-africano Zack Piontek com um ippon nos minutos finais.

Já na luta seguinte, contra o azeri Mammadali Mehdiyev, o brasileiro viu seu sonho chegar ao fim. Ele até começou bem ao conseguir um yuko. Mas segundos depois, levou um wazari e um yuko, ao ficar um tempo imobilizado. Fim de luta. Fim de participação na Rio-2016.

O público reconheceu muito o esforço de Camilo, e ovacionou-o na saída do tatame. Afinal, não é para menos. Não é todo dia que podemos ver alguém duas vezes medalhista olímpico em ação. E essa foi a terceira Olimpíada dele.

Tiago Camilo realmente merece aplausos. E muitos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos