"Cada um tem que reconhecer que poderia ser melhor", diz gremista

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Wallace (à esquerda) cobra autocrítica dos companheiros de Grêmio

    Wallace (à esquerda) cobra autocrítica dos companheiros de Grêmio

Os dois tropeços recentes do Grêmio - empates sem gols com América-MG e Santa Cruz - ligaram o alerta do zagueiro gremista, Wallace Reis. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (10), ele pediu que o time tenha mais capricho nas finalizações para que possa levar o título brasileiro em dezembro.

"Acho que temos criado, mesmo não jogando no nível que acredito que a equipe tenha. Fizemos uma partida excelente contra o Cruzeiro, outras de altíssimo nível. Nessas duas, não conseguimos imprimir o ritmo, pela forma que o adversário se propôs a jogar. Mas acredito que não jogamos também no nosso nível normal, faltou um pouco de concentração em alguns detalhes, em alguns acertos, e aí entra a parte do atleta. Cada um tem que ter sua autocrítica e reconhecer que poderia ser melhor em alguns quesitos. E o que mais a gente precisa ser para nos tornarmos um time e assumirmos a liderança é cirúrgico", apontou o defensor.

"Jogamos contra equipes que muitos postulavam que seriam seis pontos garantidos e tivemos dificuldade de vencer. Não podemos ter oscilação que tivemos nestas partidas, se queremos algo. E queremos muito ser campeões brasileiros", completou Wallace.

Faculdade

Desde os tempos de Corinthians, quem acompanha a carreira do zagueiro sabe que ele sempre teve uma grande paixão: a leitura. Agora, o defensor deu um novo passo na vida e matriculou-se em uma faculdade de Educação Física na capital Gaúcha.

"Vinha namorando a faculdade há algum tempo. Mas no Rio não conseguia tempo e nem faculdade que me desse a possibilidade de estudar, devido ao meu tempo, que é curto, encaixar as cadeiras no dia a dia", finalizou

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos